Salada Verde

Parques estaduais do Rio de Janeiro reabrem para visitação e prática de esportes

Portaria publicada pelo Instituto Estadual do Ambiente na última quarta (10) estabelece a abertura gradativa das unidades de conservação estaduais

Duda Menegassi ·
16 de junho de 2020 · 1 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Parques estaduais do Rio de Janeiro, como o Pedra Branca, irão reabrir as portas. Foto: Duda Menegassi

No início de junho, o governador do estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, publicou um decreto (nº47.112/2020) sobre a reabertura de diversas atividades e serviços no estado, entre eles, o governador autorizou a abertura de parques e atividades desportivas como caminhada, ciclismo e montanhismo. Em resposta à iniciativa de Witzel, o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) publicou portaria para reabertura gradual de todos os 11 parques estaduais e da Reserva Ecológica Estadual da Juatinga, unidade também voltada para a visitação.

A Portaria do Inea estabelece que a prática de esportes individuais, citados no decreto do governador, poderão voltar a ser praticados nos parques estaduais da Serra da Tiririca, Pedra Branca, Ilha Grande, Costa do Sol, Três Picos, Cunhambebe, Pedra Selada, Desengano, Lagoa do Açu, Mendanha e Serra da Concórdia; e na reserva ecológica, considerando cuidados sanitários como uso de máscara, distanciamento social e higienização das mãos.

De acordo com as diretrizes determinadas pelo decreto estadual, entretanto, a permanência da população em praias, lagoas, rios e piscinas públicas segue suspensa até o dia 21 de junho. Portanto, tais atrativos seguem vetados ao público dentro das unidades de conservação estaduais. Além disso, os pontos turísticos terão a capacidade de público reduzida em 50%, e o Inea esclareceu que “permanece suspensa a visitação em pontos turísticos localizados no interior das unidades de conservação estaduais até que o Inea estabeleça e divulgue a capacidade de público que cada local poderá receber”.

Também permanece suspensa a atividade turística em trilhas e atrativos localizados em território ocupado por comunidades tradicionais dentro de unidades de conservação estaduais; o uso das áreas comuns e o atendimento presencial nas sedes administrativas; e a autorização para eventos dentro das áreas protegidas. Acesse aqui a Portaria e leia na íntegra.

De acordo com o monitoramento realizado pela Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro, até o início da tarde desta segunda-feira (15)  o estado do Rio de Janeiro já havia acumulado 80.946 casos confirmados de Covid-19 e 7.728 mortos pela doença.

 

Leia também

Parque Nacional de Brasília reabre para visitação

ICMBio autoriza reabertura de parques nacionais do Iguaçu e Aparados da Serra

Manual de sobrevivência na quarentena: como visitar os parques sem sair de casa

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação e montanhismo. Escreve para ((o))eco desde 2012. Autora do livr...

Leia também

Salada Verde
2 de abril de 2020

Manual de sobrevivência na quarentena: como visitar os parques sem sair de casa

Enquanto a recomendação é ficar de quarentena e os parques estão com a visitação suspensa, websérie é opção de fazer um passeio sem sair de casa

Reportagens
9 de junho de 2020

ICMBio autoriza reabertura de parques nacionais do Iguaçu e Aparados da Serra

Portarias publicadas pelo presidente do ICMBio decretam a reabertura dos parques nacionais, “de forma gradual e monitorada”. Visitação estava suspensa desde março devido à pandemia

Salada Verde
14 de junho de 2020

Parque Nacional de Brasília reabre para visitação

Portaria publicada na última sexta-feira (12) pelo ICMBio decreta a reabertura do parque, fechado há quase 3 meses como prevenção ao novo coronavírus. É o quarto parque nacional a reabrir desde a suspensão

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta