Petrobras Ambiental convoca

O Programa Petrobras Ambiental, que está em sua terceira edição, convoca os interessados em obter financiamentos para projetos a iniciarem o processo de cadastramento. Ainda não se trata do edital completo, com regras para concorrência, mas a estatal promete para “breve” o anúncio dos próximos passos. Desde 2003, a Petrobras investiu R$ 150 milhões em projetos de pequeno, médio e grande porte, envolvendo mais de 23 milhões de pessoas. Os interessados em participar devem informar seus dados no site da empresa.

Por Salada Verde
7 de agosto de 2008

Governo alivia calote agropecuário

Pelo peso econômico e pelo espaço que a agropecuária ocupa na agenda política tupiniquim, não havia dúvida de que o Congresso aprovaria a medida provisória da “regularização” da dívida rural, como diz o Ministério da Agricultura. Isso aconteceu hoje, e o ministro Reinhold Stephanes comentou que “a aprovação representa um lucro para o governo, o setor rural e a sociedade, que será recompensada com a estabilização de preços”. Traduzindo, os agropecuaristas mantinham calote bilionário por quase duas décadas, a sociedade paga o rombo nas contas, mas sai ganhando com isso. Sacou?

Por Salada Verde
6 de agosto de 2008

Eletronuclear diz que depósito é viável

A Eletronuclear divulgou comunicado nesta quarta-feira afirmando que  “é tecnicamente viável” encontrar uma solução definitiva para o resíduos radioativos das usinas nucleares de Angra dos Reis. Segundo a estatal, que opera os reatores, as condicionantes apresentadas na licença prévia da usina de Angra 3 estão sendo analisadas  A Eletronuclear afirmou que espera  “apresentar proposta e iniciar a execução do projeto aprovado pelo órgão ambiental antes do início da operação de Angra 3”.

Por Salada Verde
6 de agosto de 2008

Articulação pela profissão de ecólogo

Representantes da Sociedade Brasileira de Ecólogos pediram em Brasília apoio parlamentar para derrubar o veto presidencial à regulamentação da profissão. A senadora Marina Silva prometeu falar com Lula e Carlos Minc. A apreciação do veto no Congresso só deverá acontecer após as eleições.

Por Salada Verde
6 de agosto de 2008

Pressão virtual

Os ecólogos estão lotando a caixa postal de deputados e senadores. O senador Álvaro Dias (PSDB/PR) já respondeu. Disse que é solidário à causa.

Por Salada Verde
6 de agosto de 2008

Veto presidencial político

Os motivos alegados para o veto de Lula ao projeto de regulamentação da profissão de ecólogo – indefinição do campo de trabalho e impossibilidade de fiscalização – não encontraram eco no Conselho Federal de Biologia. Mas foram  previamente levantados pelo Ministério do Trabalho. Os ecólogos têm certeza de que o veto de Lula foi político, pois a autoria do projeto de lei, de 2003, é do deputado Mendes Thame, do PDSB. Será?

Por Salada Verde
6 de agosto de 2008

As Olimpíadas da fumaça

A indignação do governo chinês e dos cartolas do COI com as máscaras usadas por ciclistas americanos é pura hipocrisia. Vídeo prova que Pequim é mesmo a capital mundial da poluição.

Por Salada Verde
6 de agosto de 2008

Visão embaçada

E se alguém imagina que o ar de Pequim melhorou desde então, basta dar um pulo no blog DotEarth. Lá há imagens da Nasa mostrando o nível de poluição dos céus e um link para reportagem do The New York Times com imagens feitas recentemente na capital chinesa. Numa das fotografias, a poluição embaça a visão da praça da Paz Celestial.

Por Salada Verde
6 de agosto de 2008

Piada olímpica

No Guardian, o chefão da comissão médica do Comitê Olímpico Internacional, Arne Ljungqvist, disse que não há poluição em Pequim. Apenas uma leve neblina.

Por Salada Verde
6 de agosto de 2008

Outorga florestal

De olho na arrecadação de até R$ 120 milhões por ano, o governo quer conceder até quatro milhões de hectares de florestas conservadas para o que ele chama de manejo florestal sustentável. A prática, como levantou O Eco, não deixou marcas muito bonitas nas matas por onde passou. Apesar da biodiversidade amazônica em jogo, o governo aponta que 12 milhões de hectares de matas estão aptos para concessões a empresas e comunidades. No balaio, foram incluídas as florestas nacionais Bom Futuro (RO), Caxiuanã (PA) e São Francisco (AC). Estados também estão montando planos de outorga florestal. “Foi uma exigência do ministro Carlos Minc, depois que ele firmou o pacto pela madeira legal com os produtores do Pará. A idéia é diminuir a ilegalidade do setor madeireiro, mas, em contrapartida, oferecer alternativas de produção sustentável ao mercado”, disse Tasso Azevedo, diretor do Serviço Florestal Brasileiro, em nota distribuída pelo órgão.

Por Salada Verde
6 de agosto de 2008