Um exagero ambiental

Marburg, cidade na Alemanha que é um dos principais redutos de uso de fontes de energia alternativas, está em pé de guerra. O governo municipal é acusado de instaurar uma ditadura verde. Tudo porque baixou uma ordem determinando que, a partir de outubro, qualquer novo prédio construído na área urbana terá que ter o grosso de sua eletricidade gerado por placas solares. Todo mundo é a favor disso. A polêmica está em outro ponto da ordem, que obriga a converter para energia solar qualquer construção que passar por uma reforma. Uma ótima reportagem do The New York Times mostra que nem sempre um proprietário de casa em reforma tem condições de pagar esse custo. Um dos entrevistados planejava, por exemplo, refazer todo o isolamento de sua casa, para que ela consumisse ar condiconado e aquecimento de modo mais eficiente. Mas isso o obrigaria a instalar painéis solares, dobrando o valor da obra. Resultado, sua casa não vai receber painéis solares e nem melhorar o seu consumo de energia.

Por Salada Verde
7 de agosto de 2008

Safra brasileira cresce

O Brasil produziu nesta safra 9,1% mais grãos do que no período passado, chegando a 143,7 milhões de toneladas. Milho e soja somam 83% da produção, respectivamente com 60,1 milhões e 58,5 milhões de toneladas. O governo também informa que a área plantada é de 47,25 milhões de hectares, 2,2% maior que a do ano passado, que foi de 46,2 milhões de hectares. As terras ocupadas pela soja cresceram 3%, passando de 20,7 para 21,3 milhões de hectares.

Por Salada Verde
7 de agosto de 2008

Entre o privado e o público

Tentando defender a presidente da Fepam/RS, Ana Pellini, de acusações de improbidade administrativa, o secretário de Meio Ambiente Otaviano de Moraes pisou feio na bola. Não cabe a um administrador público fazer defesas explícitas do setor privado. Em reportagem de hoje no Correio do Povo, disse que a “eco-ideologia” escolheu a silvicultura como alvo de anseios políticos e ideológicos. Desconhecendo a dura realidade dos impactos ambientais do Uruguai, ali do ladinho do Rio Grande do Sul, afirmou que “Não existe deserto verde como alguns dizem”, tratando das estéreis lavouras de eucaliptos e pinus. Moraes defendeu a silvicultura, ressaltando investimentos e geração de empregos, como se hoje em dia isso ainda fosse argumento para destruição ambiental do Pampa.

Por Salada Verde
7 de agosto de 2008

Festival de filmes de montanha

Além de fontes de imagens estonteantes, as montanhas do planeta são redutos de grande quantidade de vida selvagem e espaço para esportes ao ar livre. Toda essa riqueza está novamente em pauta, na oitava edição da Mostra Internacional de Filmes de Montanha. Inscrições para produções de curta e média metragens podem ser feitas até 29 de agosto, aqui. O evento deste ano acontecerá entre 22 e 26 de outubro, no Rio de Janeiro.

Por Salada Verde
7 de agosto de 2008

Gigante de grãos quer Brasil

A maior processadora de grãos do mundo, a americana Archer Daniels Midland (ADM), afirmou, na última terça-feira, que pretende estender suas asinhas para o lado do Brasil. Preocupada com a crise que o setor americano de produção de etanol de milho enfrenta, com a alta dos preços do grão e a dificuldade de expansão das atividades, o que a empresa pretende é firmar parcerias com empresas brasileiras e investir na produção de etanol de cana-de-açúcar no país. E não é só no etanol que a ADM está interessada. Segundo notícia do Financial Times, há ainda “toda uma gama de novas oportunidades” para a empresa nas terras brasileiras.

Por Salada Verde
7 de agosto de 2008

Erotismo vegetal

O Greenpeace acaba de lançar uma campanha pra lá de “caliente” pela preservação das floretas. Chamada “Forest Love” a ação tem o objetivo de pressionar a Comissão Européia a vetar, em setembro, a entrada de madeira não certificada no continente. Para convencer a Comissão, a ONG produziu um vídeo de puro “erotismo vegetal” e ainda pediu a todos que enviem fotos e vídeos que demonstrem seu apreço pelas florestas. Além do vídeo, a campanha é composta de ações mais puritanas, como o incentivo para que os europeus enviem uma carta à Comissão lembrando dos casos em que madeira não certificada foi apreendida entrando de forma ilegal no continente.  

Por Salada Verde
7 de agosto de 2008

Florestas temperadas: estoque de carbono

Depois de muito estudo, pesquisadores da Universidade Nacional da Austrália chegaram à conclusão de que as florestas temperadas virgens armazenam três vezes mais carbono do que o hoje estimado e 60% a mais que as árvores de áreas reflorestadas. O resultado da pesquisa coloca em xeque alguns dados do IPCC, já que, de acordo com os pesquisadores australianos, a capacidade de armazenamento é de 640 toneladas de carbono por hectare, contra as 217 toneladas estimadas pelo Painel. Agora, o que os cientistas esperam é que o papel destas florestas nos mecanismos de combate ao aquecimento global seja revisto, diz notícia do site New Scientist.

Por Salada Verde
7 de agosto de 2008

Veículos multados na cidade de SP

Em apenas um dia de fiscalização, a Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental de São Paulo (Cetesb) multou 219 veículos a diesel que estavam soltando fumaça preta pela cidade.

Por Salada Verde
7 de agosto de 2008

Senado analisa renováveis

A Comissão Especial de Fontes Renováveis de Energia do Senado esteve reunida em uma audiência pública na tarde desta quarta-feira para analisar 15 projetos de lei sobre o tema. Um deles prevê a criação de um Fundo de Investimentos em Energias Renováveis para financiar pesquisas e incentivar a produção de energia elétrica por meio de energia eólica e solar. Apesar de parecer uma boa idéia, se depender do setor empresarial o Fundo não vai pra frente. Durante o encontro, empresários fizeram diversas críticas ao projeto, uma delas é de que o fundo será só mais um encargo a ser somado na conta de energia elétrica da população.

Por Salada Verde
7 de agosto de 2008

Petrobras Ambiental convoca

O Programa Petrobras Ambiental, que está em sua terceira edição, convoca os interessados em obter financiamentos para projetos a iniciarem o processo de cadastramento. Ainda não se trata do edital completo, com regras para concorrência, mas a estatal promete para “breve” o anúncio dos próximos passos. Desde 2003, a Petrobras investiu R$ 150 milhões em projetos de pequeno, médio e grande porte, envolvendo mais de 23 milhões de pessoas. Os interessados em participar devem informar seus dados no site da empresa.

Por Salada Verde
7 de agosto de 2008