Salada Verde

MPF entra na briga contra nomeação do novo superintendente do Ibama na Bahia

Político sem experiência na área ambiental, Neuvaldo David Oliveira é réu em quatro ações de improbidade e já foi multado pelo órgão ambiental.

Daniele Bragança ·
24 de julho de 2016 · 5 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Sede do Ibama na Bahia. Novo superintendente tem histórico controverso com a área ambiental. Foto: Asibama-BA.
Sede do Ibama na Bahia. Novo superintendente tem histórico controverso com a área ambiental. Foto: Asibama-BA.

O Ministério Público Federal na Bahia (MPF/BA) recomendou que os ministros do Meio Ambiente, Sarney Filho, e da Casa Civil, Eliseu Padilha, tornem sem efeito a nomeação de Neuvaldo David Oliveira para o cargo de superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) na Bahia. As recomendações foram expedidas no dia 20 de julho. De acordo com os procuradores, a nomeação do político, ocorrida no dia 18 de julho pelo ministro de Meio Ambiente Interino, Marcelo Cruz, pode ocasionar em conflito de interesses.

Segundo o MPF, “uma vez empossado no cargo de superintendente do Ibama, Oliveira pode vir a influenciar em atos de gestão que lhe beneficiem diretamente, o que configuraria situação de conflito de interesse”. No documento, também é citado o decreto que prevê que “os cargos comissionados do Ibama devem ser providos preferencialmente por servidores públicos de órgãos integrantes do Sistema Nacional do Meio Ambiente, que não é o caso de Oliveira”.

As recomendações do Ministério Público da Bahia foram encaminhadas ao Procurador-Geral da República (PGR), Rodrigo Janot, para que sejam encaminhadas aos ministros.

Entenda do caso

Político sem qualquer ligação com a área ambiental, o novo superintendente do Ibama na Bahia responde a um processo dentro do próprio órgão ambiental por instalar uma rede de abastecimento de energia elétrica em local de restinga, uma área de preservação permanente. A multa arbitrada pelo Ibama em 2008, junto com encargos, chegou a R$108 mil em 2013.

A nomeação de Oliveira, que responde a quatro ações por improbidade administrativa, causou reação dos servidores do órgão, que se mobilizam para tornar sem efeito a posse. As recomendações do Ministério Público Federal fortaleceram a luta interna.

 

Leia Também

Servidores do Ibama se mobilizam contra o loteamento político no órgão

Servidores do Ibama protestam contra novo superintendente do órgão no Rio

Reserva protegerá corais de Abrolhos

 

  • Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

Leia também

Reportagens
5 de junho de 2009

Reserva protegerá corais de Abrolhos

Governo cria áreas protegidas no Nordeste e Norte. Na Bahia, reserva afasta projeto de carcinicultura, mas exploração de petróleo ainda ronda região. Refúgio do Rio da Prata não foi decretado.

Notícias
2 de fevereiro de 2016

Servidores do Ibama protestam contra novo superintendente do órgão no Rio

Grupo contesta indicação política do advogado Zilto Bernardi Freitas e pede nomeação de funcionário de carreira para o cargo.

Notícias
20 de julho de 2016

Servidores do Ibama se mobilizam contra o loteamento político no órgão

Associação dos servidores chama de retrocesso as nomeações recentes de políticos para cargos de superintendentes, sem experiência na área ambiental.

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 6

  1. Joelson diz:

    O último superintendente também foi escolhido com base em interesses políticos, já que o mesmo é partidário do PT.


  2. Jonathan diz:

    Essa notícia, sem dúvidas, me entristece muito. Até quando Brasil? 🙁


  3. Neusa diz:

    Eco não vai noticiar o falecimento do servidor do icmbio durante operação de fiscalização semana passada? Assunto muito sério e triste


  4. paulo diz:

    Escolhido a dedo, coisa fina.


  5. Washington diz:

    é o primeiro caso de nomeação de gente de fora que não é servidor? Então o problema não é isso, é o cara ter enrosco na JUSTIÇA e as multas do própio IBAMA. Ele já pagou as multas??