Salada Verde

Leopardo declarado extinto foi visto após 36 anos de desaparecimento

Guardas-florestais de uma província do Taiwan afirmam ter visto o animal da espécie Neofelis nebulosa brachyura, conhecido como Leopardo Nebuloso de Formosa

Sabrina Rodrigues ·
7 de março de 2019 · 2 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
O Leopardo Nebuloso de Formosa (Neofelis nebulosa brachyura) sumido de vista há 36 anos e declarado extinto em 2013. Foto: wikipedia.

Um leopardo subindo em uma árvore antes de escalar um penhasco para caçar cabras. Uma descrição simples de algo que deveria ser comum em regiões endêmicas do felino, se não fosse por um detalhe: o animal em questão seria o Leopardo Nebuloso de Formosa (Neofelis nebulosa brachyura), sumido de vista há 36 anos e declarado extinto em 2013. Os mensageiros da boa nova são os guardas-florestais, que afirmam ter visto o animal numa área à sudeste da ilha de Taiwan.

Segundo o portal Taiwan News, que divulgou a informação, os guardas afirmaram ter visto o felino no ano passado, no local chamado Daren Township, localizado no condado de Taitung. Um dos guardas afirmou ter visto o leopardo subindo rapidamente em um penhasco para caçar cabras. Outro membro da equipe disse que testemunhou o Neofelis nebulosa brachyura passando perto de uma moto, antes de subir em uma árvore.

“Acredito que este animal ainda existe”, disse o professor do Departamento de Vida e Ciências da Universidade Nacional Taitung, Liu Chiung-hsi, ao Focus Taiwan News Channel. O professor acredita que o felino ficou muito tempo sem ser visto pelo fato de ser um animal vigilante e de não ser facilmente capturado por humanos.

Visto pela última vez em 1983, o Neofelis nebulosa brachyura é uma subespécie de leopardo nebulosa. É conhecido por ser bastante ágil e vigilante, evitando tentativas humanas de capturá-lo. Endêmico na ilha de Taiwan, o Leopardo Nebuloso de Formosa foi sendo vítima de caça e destruição do seu habitat natural. Durante a década de 90, foram analisadas 16 mil imagens de animais carnívoros de Taiwan, mas leopardo não estava entre eles. Depois, de 2001 a 2013, uma equipe de zoologistas taiwaneses e norte-americanos inspecionou a região, mas não conseguiu avistar o animal. Após a expedição, o animal foi declarado extinto.

Especialistas em felinos da IUCN não comentaram a aparição oficialmente, devido à falta de informações verificáveis ​​sobre os avistamentos. A informação dada pelos guardas-parques ainda precisa ser verificada com registro em fotos e possível captura.

 

 

Leia Também

Após 100 anos sem ser registrada, pantera negra é fotografada na África

Roedor dado como extinto reaparece depois de 113 anos

Espécie rara de anfíbio é registrada em Minas Gerais

 

 

 

  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Notícias
4 de novembro de 2013

Espécie rara de anfíbio é registrada em Minas Gerais

Medindo o tamanho de uma unha, o sapo vive dentro de bromélias é encontrado apenas no Parque Estadual do Pico do Itambé, em Minas Gerais.

Notícias
19 de maio de 2011

Roedor dado como extinto reaparece depois de 113 anos

A descoberta e a primeira foto ocorreram na Reserva Natural El Dorado, Colômbia, onde vivem diversas espécies ameaçadas de aves e anfíbios.

Salada Verde
13 de fevereiro de 2019

Após 100 anos sem ser registrada, pantera negra é fotografada na África

Pesquisadores do Zoológico de San Diego conseguiram registrar a presença do animal perto de Nairobi, no Quênia. Animal não é registrado no continente africano desde 1909

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. Andreia diz:

    Se viram no ano passado, será que até agora não pensaram em colocar armadilhas fotográficas?