Salada Verde

Leões matam caçadores de rinocerontes em reserva na África do Sul

Junto com os restos humanos, foram encontrados um machado, um rifle de alta potência com um silenciador, cortadores de arame, três pares de botas e luvas

Sabrina Rodrigues ·
5 de julho de 2018 · 3 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Caçadores ilegais invadiram a reserva de Sibuya, próxima da cidade de Kenton-on-Sea, na África do Sul, para caçar rinocerontes, mas deram de cara com um grupo de leões. Foto: Joseph King/Flickr.

Caçadores ilegais invadiram a reserva de Sibuya, próxima da cidade de Kenton-on-Sea, na África do Sul, para caçar rinocerontes, mas deram de cara com um grupo de leões. Pelo menos, duas pessoas foram devorados pelos animais, segundo Nick Fox, proprietário da reserva. Sibuya é uma reserva de caça, onde alguns animais podem ser abatidos por caçadores regularizados.

Um guia da reserva identificou o que pareciam ser restos humanos na tarde de terça-feira (03), perto do grupo de leões. A polícia anti-caça furtiva foi chamada e chegando lá, encontraram um machado, um rifle de alta potência com um silenciador, cortadores de arame, três pares de botas e luvas, que confirmaram ser de caçadores, pois eles usam o rifle para atirar no animal e usam o machado para remover o chifre dos rinocerontes.

O proprietário da reserva diz não ter certeza de quantos caçadores eram, pois sobrou pouca coisa deles.

A África do Sul abriga 80% dos rinocerontes do mundo, cuja procura pelos chifres está empurrando a espécie para a extinção. Os principais compradores estão na China e no Vietnã. A crença, sem comprovação científica, no poder de cura de várias doenças, através dos chifres moídos, faz com que eles sejam muito cobiçados nos países asiáticos.

 

Leia Também

Vídeo: bebê rinoceronte tenta se amamentar em mãe morta por caçadores

Uma guerra global pelo chifre do Rinoceronte

África do Sul: matança de rinocerontes bate novo recorde

 

  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Notícias
23 de janeiro de 2015

África do Sul: matança de rinocerontes bate novo recorde

Mais de 1200 animais foram abatidos no país. Desses, 827 foram mortos dentro do Parque Nacional Krueger, o principal destino safári do país.

Colunas
27 de janeiro de 2014

Uma guerra global pelo chifre do Rinoceronte

As últimas estatística da África do Sul sobre a caça de rinocerontes confirmaram que a vantagem segue nas mãos dos criminosos. Em 2013, 1004 deles foram mortos.

Salada Verde
22 de fevereiro de 2018

Vídeo: bebê rinoceronte tenta se amamentar em mãe morta por caçadores

Piloto gravou cena em que um filhote tenta reanimar a mãe abatida no Parque Nacional Kruger, na África do Sul. Caça para a retirada de chifres empurra a espécie para a extinção

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 2

  1. Manoel diz:

    Quando é um assaltante que morre: que violência, vítima da sociedade, etc
    Quando é caçador que morre: bem feito, foi tarde, pena que não morre mais…
    O Google tá vendo sua coerência.


  2. Marina Silva diz:

    Pena que as onças de Foz do Iguaçu não fazem o mesmo