Salada Verde

ICMBio abre ampla consulta pública para avaliar borboletas

Após a consulta, haverá uma oficina com a presença de especialistas em taxonomia, ecologia e biogeografia de borboletas para a avaliação do risco de extinção

Daniele Bragança ·
1 de abril de 2020 · 1 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Borboletas amarelas roubam a cena no Parque Nacional do Juruena, flagrante eternizado pelo fotógrafo Adriano Gambarini. Crédito: Adriano Gambarini.

O Centro Nacional de Avaliação da Biodiversidade e de Pesquisa e Conservação do Cerrado (CBC/ICMBio) abriu consulta pública para avaliar o estado de conservação de borboletas (Lepidoptera, Papilionoidea). Pesquisadores, especialistas e a comunidade interessada tem até o dia 15 de maio para enviar as contribuições exclusivamente pelo Sistema de Avaliação do Estado da Biodiversidade (SALVE)

A consulta é uma preparação para a oficina com a presença de especialistas em taxonomia, ecologia e biogeografia de borboletas para a avaliação do risco de extinção, com critérios internacionais adotados pela União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN).

A Avaliação do Estado de Conservação da Fauna Brasileira é conduzida pelo ICMBio e seus resultados subsidiam, além da atualização da Lista Nacional de Espécies Ameaçadas de Extinção, os Planos de Redução de Impactos (PRIM) e os Planos de Ação Nacional para Conservação de Espécies Ameaçadas de Extinção (PAN).

Borboletas são um dos grupos importantes de insetos dentro do processo de avaliação, contando com vários táxons emblemáticos em toda extensão territorial do país. O coordenador do CBC, Rodrigo Jorge, afirma que a avaliação se dá graças à profícua parceria de muitos anos entre o ICMBio e a comunidade científica brasileira.

*Com informações da Assessoria de Comunicação do ICMBio.

 

Leia Também 

Vídeo: Por que devemos prestar atenção nos insetos? por Ricardo Lourenço

O criador de borboletas

Cadê os insetos que estavam aqui?

 

  • Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

Leia também

Colunas
7 de dezembro de 2018

Cadê os insetos que estavam aqui?

Há uma diminuição na quantidade de insetos no mundo e o efeito desse desaparecimento pode ter implicações sobre toda a vida na Terra, da planta ao homem

Reportagens
22 de setembro de 2005

O criador de borboletas

Auto-didata, o mineiro Fernando Campos virou um disseminador de borboletários pelo país e dedica-se a projetos de conservação desses belos e frágeis insetos

Vídeos
22 de dezembro de 2019

Vídeo: Por que devemos prestar atenção nos insetos? por Ricardo Lourenço

Coloridos, diversos, inúmeros, os insetos compartilham e colaboram com o homem na vida na Terra. Está na hora de parar de temê-los

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta