Salada Verde

Ibama suspende licença de 33 criadouros de animais

As fiscalizações miraram nos estabelecimentos localizados no norte de Minas que apresentavam irregularidades. Foram apreendidas 315 aves

Sabrina Rodrigues ·
31 de outubro de 2018 · 3 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Foram 315 pássaros apreendidos que seriam traficados em 9 municípios de Minas Gerais. Foto: Ibama/Divulgação.

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) suspendeu a licença de 33 criadouros de animais silvestres após constatar irregularidades, como anilhas falsificadas e adulteradas, registro adulterado de nascimento de filhotes e maus-tratos de animais presos.

As fiscalizações miraram os estabelecimentos cadastrados no Sistema de Controle e Monitoramento da Atividade de Criação Amadora de Pássaros (SisPass), utilizado pelos estados para a concessão das licenças de criação amadora de pássaros.

A operação, que ocorreu entre os dias 15 e 20 de outubro, resultou na apreensão de 315 pássaros que seriam traficados nos municípios de Pirapora, Várzea da Palma, Buritizeiro, Brasília de Minas, São Francisco, Lontra, Japonvar, Minas Novas e São João da Ponte, em Minas Gerais. Ao todo, foram fiscalizados 55 criadouros.

Durante a fiscalização, foram identificadas anilhas falsificadas ou adulteradas, aves sem anilhas e animais em condição de maus-tratos. Também foi constatada a entrega de 121 declarações falsas de nascimento de animais ao SisPass, quando o infrator declara o nascimento de um filhote no criadouro, mas o animal foi retirado de seu habitat por traficantes. Entre os animais apreendidos estão o curió (Sporophila angolensis) e o bicudo (Sporophila maximiliani), ambos ameaçados de extinção.

Quatro jabutis, 2 papagaios, 3 periquitos-do-encontro-amarelo foram apreendidos. Os animais foram levados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) do Ibama em Montes Claros (MG).

O Ibama aplicou 40 autos de infração, que totalizaram R$ 768,5 mil.  Além da suspensão da licença ambiental, os criadouros irregulares poderão receber outras sanções previstas na Lei n.º 9.605 /1998 (Lei de Crimes Ambientais).

*Com informações da Assessoria de Comunicação do Ibama.

 

Leia Também

Polícia prende homem que transportava mais de 170 aves silvestres

Fiscais apreendem mais de 200 pássaros em Minas Gerais

Criador de pássaros processa Ibama por danos morais e perde

 

  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Salada Verde
30 de maio de 2017

Criador de pássaros processa Ibama por danos morais e perde

TRF4 negou pedido de indenização de criador de pássaros que teve animais apreendidos. Justiça não considera que apreensão foi irregular

Salada Verde
1 de novembro de 2017

Fiscais apreendem mais de 200 pássaros em Minas Gerais

A operação de fiscalização denominada “Heisenberg” resultou na autuação de mais de 20 infratores, com multas de quase um milhão de reais

Salada Verde
16 de outubro de 2018

Polícia prende homem que transportava mais de 170 aves silvestres

Guardas conseguiram resgatar 70 tico-ticos, 60 papagaios, 26 azulões, 16 trinca-ferros, três araras e dois cardeais na rodovia Washington Luiz, no Rio

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta