Salada Verde

Ibama publica novo Guia de biota marinha em atividades de pesquisas sísmicas

Documento atualizado visa monitorar, controlar e reduzir o impacto desse tipo de trabalho sobre mamíferos e quelônios marinhos. A última versão era de 2005

Sabrina Rodrigues ·
5 de novembro de 2018 · 3 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
O Guia de Monitoramento da Biota Marinha em atividades de pesquisas sísmicas visa controlar e reduzir o impacto desse tipo de trabalho sobre mamíferos e quelônios marinhos. Foto: Rui Ornelas.

O Ibama acaba de publicar a versão atualizada do Guia de Monitoramento da Biota Marinha em atividades de pesquisas sísmicas, que estabelece os procedimentos obrigatórios designados pelo órgão para licenças de pesquisa sísmica. O documento visa controlar e reduzir o impacto desse tipo de trabalho sobre mamíferos e quelônios marinhos e ao mesmo tempo orientar empreendedores e seus contratados a seguirem as medidas implementadas. A última versão era de 2005.

Essa nova versão conta com planilhas de registro que facilitam a incorporação das ocorrências de fauna em bancos de dados de biodiversidade. Além disso, o usuário poderá obter orientações para o monitoramento acústico passivo (MAP), que detecta sons emitidos por cetáceos, como baleias e cachalotes, nas proximidades da fonte sísmica, além de interromper a atividade em caso de aproximação desses animais.

*Com informações da Assessoria de Comunicação do Ibama.

Saiba Mais

Guia de Monitoramento da Biota Marinha em atividades de pesquisas sísmicas

 

Leia Também

O desafio de melhorar a gestão dos sistemas costeiros e marinhos

Petróleo ameaça baleias na Rússia

Projeto monitora baleias no litoral norte de São Paulo

 

  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Reportagens
3 de outubro de 2017

Projeto monitora baleias no litoral norte de São Paulo

Através de parcerias, o “Baleia à Vista” colocou São Paulo na rota do monitoramento de Cetáceos no país. Projeto é idealizado por um observador amador

Salada Verde
7 de abril de 2011

Petróleo ameaça baleias na Rússia

Estima-se que no Pacífico Ocidental restem apenas 130 baleias-cinzentas, ameaçadas pelo projeto que ainda não teve impactos ambientais avaliados.

Reportagens
10 de março de 2015

O desafio de melhorar a gestão dos sistemas costeiros e marinhos

Governo tem como meta realizar o ordenamento da atividade pesqueira no Brasil e expandir as áreas protegidas marinhas e costeiras.

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta