Salada Verde

Governo dá subsídios de até R$ 1 trilhão às petroleiras

Medida Provisória publicada estabelece isenções fiscais para empresas que executam atividades de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo e gás. Medida está aberta para consulta pública

Sabrina Rodrigues ·
7 de novembro de 2017 · 4 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
O relatório da MP 765/2017 aguarda votação pelo Plenário da Câmara dos Deputados. Foto: PMDB Nacional/Flickr.
O relatório da MP 765/2017 aguarda votação pelo Plenário da Câmara dos Deputados. Foto: PMDB Nacional/Flickr.

Na segunda-feira (06), teve início, em Bonn, na Alemanha, a Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP 23), onde autoridades mundiais, incluindo diplomatas brasileiros, procuram uma forma de implementar diretrizes para um mundo sem combustíveis fósseis. Em casa, a conversa é outra. Tramita no Senado a Medida Provisória (MP) nº 795/2017, publicada em agosto, que estabelece regime tributário especial — leia-se, vultosos subsídios — para as atividades de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo, de gás natural e de outros hidrocarbonetos fluidos.

A MP prevê uma renúncia fiscal da ordem de R$ 40 bilhões por ano, ou R$ 1 trilhão em 25 anos. Para os grupos ambientais, a decisão do governo brasileiro estimula ainda mais as indústrias que ao invés de diminuir, irão aumentar as emissões de gases causadores do efeito estufa.

O texto da MP estabelece que as empresas que exercem atividades de exploração e produção de jazidas de petróleo e de gás natural estão isentas de diversos impostos na exploração dos recursos naturais brasileiros. As empresas podem reduzir o valor a ser pago em seu imposto de renda e na CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido).

O relatório da MP 765/2017 foi aprovado, no início de outubro, na comissão mista do Congresso Nacional, e aguarda votação pelo Plenário da Câmara dos Deputados. Em seguida, a medida irá para apreciação do Senado e depois para análise e decisão final do Presidente Michel Temer.

A MP está disponível para consulta pública no site do Senado Federal.

Leia Também

COP 23 testa resiliência do “espírito de Paris”

Brasil ratificará acordo do clima na segunda

“Flaring”, prática das petroleiras que polui e desperdiça

  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Reportagens
19 de fevereiro de 2014

“Flaring”, prática das petroleiras que polui e desperdiça

A queima do gás que sai junto com o petróleo nas plataformas da Bacia de Campos joga fora energia e libera carbono na atmosfera.

Reportagens
24 de agosto de 2016

Brasil ratificará acordo do clima na segunda

Temer entregará promulgação oficialmente às Nações Unidas na terça-feira; país se antecipa a China e EUA e se tornará o primeiro grande emissor a transformar tratado de Paris em lei

Notícias
6 de novembro de 2017

COP 23 testa resiliência do “espírito de Paris”

Conferência do clima enfrenta retorno da polarização norte-sul, precipitado pela eleição de Trump, que contamina diálogo sobre ampliação de metas de corte de emissões e de financiamento

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. paulo diz:

    Falta pessoas sérias, responsáveis neste governo executivo e congresso nacional.

    Mentem, traem descaradamente.

    Bagaçada.