Salada Verde

Duas baleias são encontradas mortas na APA Baleia Franca

Um dos animais era uma jubarte (Megaptera novaeangliae) de 7,8 metros, o outro era da espécie Minke. O caso ocorreu neste final de semana

Sabrina Rodrigues ·
21 de maio de 2019 · 2 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Baleia jubarte encontrada morta na praia de Laguna. Foto: UDESC.

Duas baleias foram encontradas mortas na praia de Laguna, na Área de Proteção Ambiental (APA) Baleia Franca, em Santa Catarina, neste final de semana. Segundo o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) estes foram os dois primeiros encalhes na unidade de conservação em 2019.

Um dos animais era uma baleia jubarte (Megaptera novaeangliae) fêmea e media aproximadamente 7,8 metros. Ela foi encontrada por um pescador na noite de sexta-feira, na Praia da Cigana, em Laguna.

Ossos da coluna vertebral da Minke que
foi encontrada por um morador nas pedras no costão da Praia do Luz, em Imbituba. Foto: UDESC.

O segundo cetáceo foi visto por um morador nas pedras no costão da Praia do Luz, em Imbituba, que logo avisou à equipe do laboratório de zoologia da UDESC (Universidade do Estado de Santa Catarina). O animal estava em avançado estado de decomposição e a sua coluna vertebral foi levada para o laboratório da UDESC, onde o professor e coordenador do Laboratório de Zoologia da Universidade, Pedro Volkmer de Castilho, o identificou como sendo da espécie Minke (Balaenoptera acutorostrata).

Segundo Pedro Volkmer, a morte da baleia jubarte se deu por causa de uma colisão. Quanto a Minke, não tem como saber já que só foram encontrados os ossos da coluna.

A Área de Proteção Ambiental (APA) Baleia Franca localiza-se no litoral do sul de Santa Catarina. Com uma área de 156 mil hectares, 130 km de costa marítima. A unidade de conservação foi criada em setembro de 2000, com o objetivo de Proteger a baleia franca austral (Eubalaena australis), cuja reprodução se dá na área compreendida pela APA, considerada santuário dessa espécie ameaçada de extinção.

O que fazer em caso de encalhe de baleia

Em vídeo publicado pelo site ((o))eco, a pesquisadora Liliane Lodi, especialista em cetáceos do projeto Baleias & Golfinhos do Rio de Janeiro dá dicas de como proceder em caso de encalhe de baleias. Segundo a pesquisadora, a primeira atitude é isolar a área, colocar o animal com o ventre virado para baixo e não esquecer de manter a pele da baleia molhada, depois deixar tudo por conta dos especialistas.

 

Leia Também

Vídeo: O que fazer em caso de encalhe de baleia e golfinhos, por Liliane Lodi

Baleia devolvida ao mar em Arraial do Cabo é encontrada morta

A arte de salvar baleias

 

  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Reportagens
19 de agosto de 2004

A arte de salvar baleias

O Ibama marcou reunião para criar o primeiro grupo de resgate de baleias encalhadas no Brasil. O projeto começa pelo Rio de Janeiro. Se der certo, se expandirá para o país.

Salada Verde
24 de outubro de 2017

Baleia devolvida ao mar em Arraial do Cabo é encontrada morta

No domingo, operação de salvamento envolvendo mais de 30 pessoas devolveu o filhote de Jubarte ao mar, mas animal foi encontrado morto nesta terça-feira (24)

Vídeos
21 de janeiro de 2018

Vídeo: O que fazer em caso de encalhe de baleia e golfinhos, por Liliane Lodi

A pesquisadora do projeto Baleias & Golfinhos do Rio de Janeiro explica como ajudar no salvamento de baleias e golfinhos encalhados nas praias

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta