Salada Verde

Com música de Gil, Sebastião Salgado lança campanha pelo reflorestamento da Mata Atlântica

Em parceria com o músico, ONG administrada pelo fotógrafo inicia campanha Refloresta para conscientizar as pessoas sobre importância da restauração ambiental

Duda Menegassi ·
22 de fevereiro de 2021
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

“Manter em pé o que resta não basta/Já quase todo o verde se foi/Agora é hora de ser refloresta”. Com esses versos, o músico Gilberto Gil dá o recado: é preciso recuperar as florestas. A regra pode se aplicar a qualquer bioma brasileiro, mas a composição de Gil tem endereço certo: lançar a campanha Refloresta, da ONG Instituto Terra, que tem como objetivo conscientizar e apoiar o replantio de áreas de Mata Atlântica. O lançamento foi feito nesta segunda-feira (22), mas as ações de restauração ambiental datam da criação da ONG, há 22 anos. O Instituto, coordenado pelo fotógrafo Sebastião Salgado e sua companheira, Lélia Wanick, atua na recuperação de mais de 2 mil hectares e 2 mil nascentes no bioma. A meta futura é ambiciosa: recuperar as mais de 300 mil nascentes do Vale do Rio Doce, em Minas Gerais, onde está localizada a Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Fazenda Bulcão, sede do Instituto Terra.

A campanha, veiculada através do videoclipe com a música de Gilberto Gil (assista aqui), visa informar e conscientizar as pessoas sobre a importância da restauração florestal, tema que inclusive está no centro de compromissos globais assumidos pelo Brasil.

 

Leia também

Taxas e burocracia são obstáculos para ampliar restauração florestal no Brasil

  • Duda Menegassi

    Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação e montanhismo. Escreve para ((o))eco desde 2012. Autora do livr...

Leia também

Notícias
26 de outubro de 2020

Taxas e burocracia são obstáculos para ampliar restauração florestal no Brasil

Estudo aponta que isenção de parte das taxas atuais poderia tornar a silvicultura mais rentável que a pecuária e mais interessante ao pequeno produtor

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta