Salada Verde

Campanha mobiliza população em prol da proteção dos banhados de Bonito

Rede Pró Unidades de Conservação lançou uma plataforma para que se retome o processo de criação de unidades de conservação no município do ecoturismo.

Daniele Bragança ·
10 de abril de 2016 · 5 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Área de banhado do rio Formoso tem várias chácaras de lazer às suas margens. Foto: Fabio Pellegrini
Área de banhado do rio Formoso. Ambientalistas lutam para transformar local em unidade de conservação. Foto: Fabio Pellegrini.

Os ambientalistas correm para retomar as discussões sobre a criação três de unidades de conservação em Bonito (MS), município considerado a capital do ecoturismo no Brasil. A audiência pública para tornar os banhados dos rios da Prata e Formoso protegidos foi barrada pela Justiça após o Sindicato Rural de Bonito entrar com um mandado de segurança pedindo o cancelamento da consulta, sob alegação de que ela fora marcada sem que os produtores tivessem o devido acesso aos estudos técnicos e a proposta de criação das destas UCs. Para demonstrar que a população está a favor da proteção dos banhados, a Rede Nacional Pró Unidades de Conservação (Rede Pró-UC), criou uma plataforma de mobilização que convida os participantes a enviarem um e-mail para autoridades de Bonito e do Mato Grosso do Sul. A mensagem é enviada automaticamente para todos os tomadores de decisão.

A ideia é abarrotar a caixa de e-mail das autoridades pedindo pela criação das três unidades de conservação de Bonito. As hashtags #‎parasemprebonito e #‎biodiversidadeprotegidafuturogarantido estão sendo usadas para mobilizar mais participantes. Clique neste link para participar da campanha.

Assinaturas

Mas não é apenas com essa ferramenta que a população de Bonito e os ambientalistas estão lutando para que as audiências públicas aconteçam. Na quinta (07), o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), visitou o município e foi recepcionado por representantes da comunidade, que apresentaram um abaixo assinado com 1.039 assinaturas de cidadãos bonitenses pedindo apoio do governador para que seja retomada as discussões em torno da criação das UCs. Além das assinaturas, o governador recebeu a camisa da campanha “Banhados de Bonito MS – Diversidade protegida, Futuro garantido”.

Os banhados funcionam como filtros naturais e garantem a qualidade dos rios de Bonito, fundamentais para o desenvolvimento do ecoturismo na região, que é responsável por 75% dos empregos da cidade.

 

 

Leia Também

Bonito: a batalha para proteger os banhados do Prata e Formoso

Fazenda mantém dois drenos no Banhado do Prata

A guerra dos banhados de Bonito: Ministério Público do lado errado?

Para quem ama o feio, o Bonito desaparece

 

 

  • Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

Leia também

Análises
18 de março de 2016

Para quem ama o feio, o Bonito desaparece

Os recursos naturais da cidade mantêm tanto a agropecuária quanto a pujante indústria de turismo. Só falta isso virar um consenso.

Análises
29 de março de 2016

A guerra dos banhados de Bonito: Ministério Público do lado errado?

O processo de criação de unidades de conservação tem sido negligenciado no país. “Nunca antes na história desse país” fez-se tão pouco.

Reportagens
30 de março de 2016

Fazenda mantém dois drenos no Banhado do Prata

Canais de drenagem podem prejudicar várzea que a Prefeitura de Bonito pretende transformar em área protegida.

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. ANA MARCELINO diz:

    Conheci a Flutuação da Nascente azul e desci de bote inflável as cachoeiras do Rio Formoso. Além do ambiente natural, admirei o cuidado que os empreendedores das atividades turísticas tem com o lugar. Bonito é realmente bonito.