Salada Verde

Associação Mico-Leão-Dourado participa de campanha em homenagem às vítimas da COVID-19

Bosques da Memória será lançada neste sábado, dia 12, com plantios de árvores em todo Brasil

Emanuel Alencar ·
10 de dezembro de 2020
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Plantar árvores e recuperar florestas, como um gesto simbólico em homenagem às vítimas da COVID-19 e em agradecimento aos profissionais de saúde no Brasil. Com esse objetivo, no sábado, dia 12 de dezembro, será lançada em vários lugares do Brasil a campanha Bosques da Memória. Um deles será criado no município de Silva Jardim, onde está localizada uma das parceiras da iniciativa, a Associação Mico-Leão-Dourado, que há 28 anos trabalha para recuperar a espécie contra o risco de extinção.

Para o lançamento e plantio simbólico na área da Associação, confirmaram presença as famílias do compositor Aldir Blanc e do jornalista esportivo Rodrigo Rodrigues, ambos falecidos este ano, em decorrência da COVID. Além dessas famílias, vítimas que residem na área de ocorrência da espécie também irão plantar suas árvores, que receberão uma placa com o nome da pessoa homenageada. O evento será restrito a poucas pessoas por conta justamente dos cuidados necessários com a pandemia.

“Qualquer família pode nos procurar para fazer a homenagem às vítimas da Covid. Esse plantio poderá ser feito ao longo dos próximos meses. Basta entrar em contato conosco, por meio das nossas redes sociais”, explica o secretário executivo da Associação Mico-Leão-Dourado, Luís Paulo Ferraz.

O lançamento da Campanha Bosques da Memória também deve marcar o início da Década da Restauração de Ecossistemas 2021-2030, celebrado pela ONU.

Essa campanha é uma promoção conjunta da Rede de ONGs da Mata Atlântica (RMA), da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica (RBMA) e do PACTO pela Restauração da Mata Atlântica. É desenvolvida de forma participativa e colaborativa. Está aberta às pessoas e instituições interessadas, contando, desde o início, com várias entidades parceiras como a Associação em Defesa do Rio Paraná, Afluentes e Mata Ciliar – Apoena e a Associação Mico-Leão-Dourado – AMLD.

É também um espaço de divulgação de outras iniciativas que tem o mesmo objetivo e que vem sendo desenvolvidas por famílias, grupos e instituições. Mais informações em www.bosquesdamemoria.com. (Emanuel Alencar)

 

Leia Também 

Meta de restauração da Mata Atlântica deverá ser atingida

 

 

  • Emanuel Alencar

    Emanuel Alencar

    Jornalista, editor de Conteúdo do Museu do Amanhã e mestre em Engenharia Ambiental. É autor do livro “Baía de Guanabara – Des...

Leia também

Notícias
25 de junho de 2019

Meta de restauração da Mata Atlântica deverá ser atingida

Estudo do Pacto pela Restauração da Mata Atlântica identificou 740 mil hectares recuperados entre 2011 e 2015. Meta é de 1 milhão de hectares restaurados até 2020

Reportagens
16 de maio de 2021

Maior banco suíço volta ao Brasil e coloca em risco compromisso ambiental

O maior banco suíço, o UBS, quer fazer negócios com empresas de carne, soja e agrotóxicos no Brasil, mas sem abrir mão da responsabilidade ambiental. A realidade, no entanto, mostra que não é tão fácil separar o agronegócio sustentável daquele associado ao desmatamento

Notícias
13 de maio de 2021

Mudança no licenciamento é aprovada e matéria vai ao Senado

Plenário rejeitou todas as emendas e o texto final do marco do licenciamento foi aprovado na íntegra. Proposta ainda pode ser modificada no Senado

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta