Fotografia

Majestosos rios da Amazonia

Tive o grande privilégio de perceber não somente a grandiosidade da floresta amazônica, mas também a diversidade dos rios que cruzam a bacia - e as obras de arte que desenham ao cavar seus leitos sinuosos em busca do mar.

Margi Moss ·
24 de fevereiro de 2010 · 11 anos atrás

Gostaria de compartilhar com vocês algumas imagens que tirei durante o Projeto Brasil das Águas (2003/04), quando coletamos amostras de água em rios e lagos em todo Brasil. Tive o grande privilégio de perceber não somente a grandiosidade da floresta amazônica, mas também a diversidade dos rios que cruzam a bacia – e as obras de arte que desenham ao cavar seus leitos sinuosos em busca do mar.

Rio São Benedito

Rio São Benedito, MT
As águas cristalinas do pequeno rio São Benedito, que nasce na Serra do Cachimbo, são por si só cativantes, adicione o charme desta ilha com floresta cercada por corredeiras e cachoeiras.

Rio Curuá

Rio Curuá
O rio Curuá no sudoeste do Pará está perigosamente perto da infame BR 163 (Cuiabá-Santarém). Diariamente o desmatamento para criação de gado invade suas florestas intactas. O rio corre para o rio Iriri e, posteriormente, ao rio Xingu.

Rio Jauaperi

Rio Jauaperi, RR
A reluzente areia branca sai das águas escuras do rio Jauaperi. Este rio separa os estados de Roraima e Amazonas, e deságua no Rio Negro.

Rio Curaçá

Rio Curuçá, AM
Como se sente privilegiado quem contempla a perfeição e simetria das curvas como esta tirada no rio Curuçá, Estado do Amazonas.

Rio Itaquí

Rio Itacuí, AM
O rio Itaquí serpenteia por uma vasta área de floresta primária aparentemente intacta no sudeste do Estado do Amazonas ocidental.

Paraná do Ramos

Paraná do Ramos e rio Amazonas
O rio Paraná do Ramos é um braço do rio Amazonas, não muito além de Itacoatiara, eles só se reencontrarão novamente após o rio Parintins.

Rio Tefé

rio tefe AM
O rio Tefé, no Amazonas. Por que os meandros dos rios amazônicos são tão apertados? Porque é uma imensa bacia, com inclinação muito pequena, por isso os rios estão sem nenhuma pressa.

Rio Tefé 2

Rio Tefé
Durante a cheia na bacia amazônica, muitas vezes se torna difícil distinguir entre rios e lagos. Aqui, o rio Tefé deságua no curso superior do lago de Tefé e apenas as árvores mais altas são visíveis, delineando o leito do rio.

Rio Curicuriari

Rio Curicuriari, AM
As águas negras e profundas do Rio Curicuriari entremeiam-se com a areia e parecem alcatrão líquido. Elas se juntam às planícies de inundação do Rio Negro à jusante de São Gabriel da Cachoeira.

Rio Jutaí

Rio Jutaí, AM
Este trecho do rio Jutaí, atravessa uma área remota do sudoeste do Estado do Amazonas, parece uma pista perfeita para nós, a bordo de um avião anfíbio.

Córrego desmatado no Acre

corrego que entra no rio Acre, AC
Um pequeno curso de água, afluente do rio Acre, que estava escondido sob mata fechada. Ele agora está exposto e morre pela chacina que transforma florestas em campos para um punhado de gado pastar. Nem mesmo as matas ciliares foram poupadas. Este exemplo não é exceção, pelo contrário, é cada vez mais a regra.

Rio Juruá

Rio Juruá
O rio Juruá, que flui no Acre e parte do Estado do Amazonas, é uma interminável sucessão de curvas fechadas, dobrando-se para trás em si mesmo. No entanto, uma curva quadrada, além de ser um oxímoro, é uma raridade em quaisquer padrões!

Rio Juruá próximo a Marechal Taumaturgo

Rio Juruá
A pequena comunidade de Boca do Tejo vive precariamente em um estreita faixa de terra entre duas curvas fechadas do rio Juruá, em frente a confluência do rio Tejo, no Acre ocidental. Por não ter mata ciliar, os moradores são vulneráveis à sempre crescente erosão das margens.

Rio Azul

Rio Azul, AC
O rio Azul, para ser fiel a seu nome, teria que ser azul, mas não é. Ela corta um canto remoto à oeste do Acre, nasce na Serra do Divisor, na fronteira do Brasil com o Peru.

Rio Guaporé

7 rios, rio guapore
O Rio Guaporé vai tecendo suas águas azuis pelo planalto dos Parecis, no Mato Grosso e chega até Rondônia, onde se junta ao Mamoré, que depois se tornam o poderoso rio Madeira. Faz divisa entre Rondônia e Bolívia e até que as duas barragens atualmente em construção no Madeira estraguem isso, você pode navegar de Vila Bela da Santíssima Trindade até Belem.

Rio da Costa

Rio da Costa
Muitos rios amazônicos tem águas profundas e pretas, produzidas pela lixiviação de taninos da vegetação em decomposição na época das cheias. Nesta foto, o rio da Costa corta a floresta e habilmente desenha uma árvore.

Rio Teles Pires

Rio Verde, MT
A confluência dos rios Teles Pires e Verde, no coração de Mato Grosso, faz um número surpreendente de voltas, que é até difícil dizer com precisão, mesmo visto a partir de cima, qual rio é qual e quem faz o que.

Rio Juruena

Juruena
O rio Juruena é um dos rios mais deslumbrantes do Brasil, uma vez que atravessa paisagens intactas. Suas águas azuis enfeitam as imagens de satélite. Hoje a agricultura mudou muito a região, as chuvas levam sedimentos para suas outroras águas cristanas e inúmeras pequenas barragens estão sendo construídas ao longo dele. Um triste fim. A foto mostra a parte mais alta do rio, no planalto dos Parecis.

Rio Cabixi

Encontro dos rios Cabixi e Guaporé MT/RO
O rio Cabixi (pardas) faz a divisa entre os estados de Mato Grosso e Rondônia. Aqui ele deságua no rio Guaporé e demora um pouco para misturar suas águas com ás águas marrom escuras e mais frias do rio Guaporé.

Rio Curisevo

Rio Curisevo, MT
O rio Curisevo (Mato Grosso) na estação chuvosa. Embora este trecho fique dentro do Parque Indígena do Xingu, os rios que o alimentam passam por áreas agrícolas desmatadas, assim a erosão transformam os rios com sedimentos.

Rio Tamitatoala

Rio Tamitatoala, MT
O rio Tamitatoala (Mato Grosso), corre para dentro do Parque Indígena do Xingu e possui um entorno ainda bem preservado. Observe os Ipês amarelos em flor.

Leia também

Notícias
21 de julho de 2021

MP da Bahia recomenda suspensão da instalação de parque eólico em Canudos

MP-BA pede para que órgão responsável pelo licenciamento do empreendimento suspenda ou anule a licença ambiental do parque eólico

Notícias
21 de julho de 2021

Diário do Clima é um dos vencedores do ‘Desafio de Inovação da Google News Initiative na América Latina’

Oito organizações, incluindo ((o))eco, participam do projeto colaborativo que vai monitorar Diários Oficiais para ampliar o acesso à informação qualificada na área de clima

Notícias
21 de julho de 2021

Um novo peixe é descoberto nas águas do rio Mamanguape, na Caatinga paraibana

O pequeno peixe cascudo, nomeado Parotocinclus jacksoni em homenagem ao Jackson do Pandeiro ocorre apenas na bacia do rio Mamanguape, no interior da Paraíba

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta