Reportagens

“Durante estes anos fizemos uma amizade muito linda com a natureza”

O Véu da Noiva faz que um casal que mora há 20 anos na região não abandone seus sonhos e projetos.

Maricela Rivera ·
16 de outubro de 2012 · 9 anos atrás
Marcelo e Rocío apostam pelo turismo na região. Crédito: Rubén Ramírez, Finding Species
Marcelo e Rocío apostam pelo turismo na região. Crédito: Rubén Ramírez, Finding Species
Já à tarde em Banhos, decidimos ir até o Véu da Noiva para ver essa cachoeira de perto. Logo ao descer pela trilha, uma ponte de mais de 100 metros nos ajuda a cruzar o Rio Pastaza. Do outro lado uma entrada com muitas plantas y flores nos recebe, pouco tempo depois uma risonha mulher nos pergunta o motivo de nossa visita. Seu notável carisma nos fez voltar para conversar com ela. Quando chega o momento de contar suas histórias, seu esposo aparece. 

Uma alta silhueta aparece no pequeno negócio onde se ofertam diferentes bebidas, é Seu Marcelo. No começo surpreendido e tímido, este homem de barbas brancas nos conta que mora neste lugar há 20 anos com sua esposa Rocio.

Como agrônomo, ele gosta muito de flores e da natureza, por isso escolheu este lugar para viver, onde abriu uma pousada aos pés da cascata. “Nestes anos conseguimos criar uma amizade muito linda com a natureza, com as borboletas, as aves, as plantas”, diz Seu Marcelo.

Sendo uma zona com alta porcentagem de precipitações, os solos são arenosos e pedregosos, causando uma rápida erosão pela água. Nos últimos 10 anos ocorreram três enchentes. A mais forte foi há dois anos, em fevereiro de 2010; as águas do Rio Chinchín que estavam represadas transbordaram e chegou uma enorme onda de água que arrasou tudo. “Nós tivemos 15 minutos para sair correndo, fiquei só com a chave do que foi a pousada”.

Com saudades, Marcelo e Rocio nos mostram seu álbum de fotos, onde podemos voltar no tempo e ver a cascata original, e conhecer a casa que tanto esforço e sacrifício lhes custou. “Agora estamos começando de zero, mas não deixaremos este lugar por nada”. A enxurrada levou tudo o que tinham exceto sua vontade de viver perto deste lugar mágico, que certamente é o que os enche de energia e forças para continuar. Abraçados, se despedem com um sorriso e nos convidam para voltar, para ver os avanços na reconstrução de seu negócio. Com certeza, voltaremos.

Leia também

Notícias
23 de setembro de 2021

Sociedade civil repudia propostas antiambientais da Economia

Planos de Paulo Guedes e setor empresarial para o meio ambiente estão sendo analisados pelo Ibama, que tem até dia 30 de setembro para responder

Reportagens
23 de setembro de 2021

Ilegal, desmate autorizado pelo governo da Bahia é maior que a cidade do Recife

Área compõe latifúndio considerado um dos maiores casos de grilagem do país. Titulação do território tradicional das comunidades geraizeiras do Cerrado é fundamental para conter a devastação

Reportagens
22 de setembro de 2021

Mudança climática deve alterar o funcionamento de comunidades de microrganismos marinhos, aponta estudo

Grupo de pesquisadores de várias partes do mundo concluiu que o plâncton do planeta se organiza em consórcios microbianos, em que uma espécie depende da outra para viver

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta