Reportagens

Rodovia Interoceânica tem número elevado de focos de calor

Estrada que liga BR 317 com o Peru tem uma concentração de focos no sul do Amazonas, nas proximidades de assentamento do INCRA.

Vandré Fonseca ·
1 de setembro de 2010 · 11 anos atrás

Ao longo da área de influência da BR-317, no sul do Amazonas, foram detectados mais de 600 focos de calor pelos satélites do Inpe até o dia 23 de agosto. Estes focos estão mais concentrados próximo à área urbana de Boca do Acre e da divisa com Lábrea, onde está o Projeto de Assentamento Monte, do Incra. Os dados foram divulgados pelo Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam). As imagens de satélite do Inpe analisadas pelo Ipam já demonstram cicatrizes deixadas pelas queimadas na região, que dobraram entre os meses de julho e agosto deste ano.

Gráfico do Ipam mostra a área de influência da BR-317, que inclui parte dos municípios de Boca do Acre e Lábrea, no Amazonas.
e à direita focos de calor registrados ao longo BR-317 até o dia 17 de agosto

A rodovia BR-317, que liga Boca do Acre (AM) a Rio Branco (AC), começou a ser pavimentada no ano passado. Apesar de federal, o licenciamento foi transferido para o governo estadual e concedido pelo Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam).

O Ipam analisou também foco de calor no Departamento Madre de Dios, Peru, na fronteira com o Brasil, cortado pela Rodovia Interoceânica. A pavimentação da rodovia entre o Brasil e a capital do Departamento, Puerto Maldonado, foi concluída este ano. De acordo com o Ipam, 90% dos focos de calor na região foram registrados ao longo da rodovia. Em maio, havia sido detectados penas três focos de calor no departamento peruano. Mas até o dia 23 de agosto, já haviam 280 focos registrados pelos satélites. Os distritos de Tambopata e Las Piedras, com 33% e 25%, respectivamente, foram os que mais tiveram pontos de calor identificados pelos satélites. (Vandré Fonseca)

 Interoceânica concentra 90% dos focos de calor identificados no Departamento peruano de Madre de Dios, entre maio e agosto deste ano.

 

Leia também

Notícias
21 de junho de 2021

Estado do Rio reconhece sua 100ª reserva particular

A marca da centésima Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) foi alcançada na última semana. Reservas correspondem a mais de 8.400 hectares protegidos no estado

Reportagens
21 de junho de 2021

Coalizão entre ciência e sociedade acena com esperança para a Baía de Guanabara

Universidade do Mar buscará potencializar parcerias para enfrentamento da problemática socioambiental da baía mais populosa e degradada do Estado do Rio de Janeiro

Salada Verde
21 de junho de 2021

Salles exonera superintendente do Ibama no Acre

Helen de Freitas Cavalcante ficou três meses no cargo. Antes de assumir a superintendência do Ibama, advogada atuava na defesa de infratores ambientais

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta