Reportagens

Repúdio à indicação de bombeiro

Especialistas em fogo do Instituto Chico Mendes pedem que não seja indicado mais um bombeiro para coordenar ações em unidades de conservação. Escolha ainda não foi feita.

Redação ((o))eco ·
1 de março de 2010 · 12 anos atrás

Um grupo de 23 especialistas em incêndios florestais do Instituto Chico Mendes (ICMBio) enviou em fevereiro uma carta de repúdio ao presidente da instituição, contra a indicação de mais um bombeiro para assumir a Coordenação de Prevenção e Combate a Incêndios do órgão que administra as unidades de conservação federais.

Eles explicam que havia uma grande expectativa com a indicação de um analista ambiental com experiência na área, e que ele tinha sido chamado para participar das ações de planejamento para 2010 depois que o major Alexandre Lemos pediu para deixar o cargo, um ano após de assumir a função. Mas foram surpreendidos pela preferência por um outro oficial do corpo de bombeiros e pedem que o presidente do ICMBio, Rômulo Mello, reconsidere a posição. A carta foi encaminhada também ao coordenador geral de proteção ambiental do instituto e diretor de unidades de conservação de proteção integral.

O ICMBio informou que o processo de escolha do novo coordenador de prevenção e combate a incêndios ainda está em aberto, e envolve a avaliação das indicações pelos diretores do órgão em Brasília e pelos 11 coordenadores regionais. A expectativa é de que ainda em março o novo nome seja decidido.

No início de 2009, também houve manifestação de descontentamento em relação à indicação de um profissional de fora do Instituto para coordenar as ações nas áreas federais protegidas. A questão divide opiniões.

Reveja nas reportagens:
“2009: um ano de fogo”
“Combate ao fogo em outras mãos”

Leia a carta dos especialistas em incêndios florestais na íntegra abaixo.
 


Leia também

Notícias
19 de setembro de 2021

Exaustão e calor: a rotina dos bombeiros que combatem incêndios no Pantanal

Acompanhamos um dia de trabalho dos bombeiros da SOS Pantanal no Parque Estadual das Águas. Distância e tempo seco tornam o trabalho complexo

Análises
17 de setembro de 2021

O Brasil no coração da conservação mundial da natureza

O Congresso da IUCN anunciou a agenda de conservação da natureza para a próxima década, invocando os governos a empreender uma recuperação baseada na natureza no pós-pandemia

Notícias
17 de setembro de 2021

Ministério cria programa para fazer o que a Agência Nacional de Águas já faz

Lançado nesta sexta (17), o Rio+Limpos tem como objetivo disponibilizar dados sobre qualidade das águas e fomentar ações de melhoria e saneamento, competências historicamente feitas pela ANA

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta