Reportagens

O plano Al Gore

Com negociação da Conferência do Clima na reta final, EUA e União Európeia não se entendem sobre meta de redução de emissões. Mas Al Gore acha que há solução para o impasse.

Redação ((o))eco ·
13 de dezembro de 2007 · 14 anos atrás
Na realidade, Al Gore foi mais longe em suas recomendações para os negociadores. Em vez de esperarem pela implementação de novas medidas só em 2013, após o termino da primeira fase do protocolo, o Nobel da Paz sugeriu (com toda a dramaticidade que o caracteriza) que as novas metas de redução de gases de efeito estufa entrem em vigor já em 2010. É uma proposta bastante ousada para a diplomacia do clima, que caminha a passos de tartaruga. Mas nas palavras de Gore, o aquecimento não deve ser tratado como um problema político, mas sim moral. “A vontade política é um recurso renovável”, concluiu.

Leia também

Análises
24 de junho de 2021

O teste de fidelidade de Joaquim Leite

15 medidas que o novo ministro do Meio Ambiente deveria tomar para mostrar que é diferente de Ricardo Salles

Notícias
24 de junho de 2021

Ação exige que o poder público apresente plano para prevenção de novo desastre no Pantanal

Partidos vão ao STF demandar que a União e Estados pantaneiros apresentem em até 30 dias medidas que evitem as queimadas intensas que ocorreram em 2020 e que podem ser piores neste ano

Salada Verde
24 de junho de 2021

Em discurso de saída, Salles anuncia concurso com mil vagas para o Ibama e ICMBio

De acordo com ex-ministro, concurso foi autorizado pelo Ministério da Economia. Se confirmado, anúncio afasta possibilidade de extinção do ICMBio

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta