Notícias

Vídeo: O que vem a ser a riqueza do coco de babaçu? Por Edmond Baruque Filho

O diretor-presidente da Tobasa Bioindustrial explica como o fruto oriundo de uma palmeira nativa das regiões do Tocantins, Maranhão e Piauí gera a chamada “economia circular" e soluções sustentáveis

Sabrina Rodrigues · Marcio Isensee e Sá ·
30 de agosto de 2018 · 3 anos atrás
Palmeiras Babaçu em Itapecuru-mirim, Maranhão. Foto: Marcelo Cavallari/Wikipédia.

O coco de babaçu é um fruto oriundo de uma palmeira nativa das regiões do Tocantins, Maranhão e Piauí. O óleo de coco é um dos produtos mais utilizados dentre os derivados do babaçu, sendo utilizado na culinária e em cosméticos, por exemplo. Fonte de renda de muitas famílias extrativistas, o babaçu tem uma importância social forte e exerce um papel fundamental na manutenção da fertilidade do solo, sendo imprescindível para a sustentabilidade dos sistemas agropecuários.

Edmond Baruque Filho é diretor-presidente da Tobasa Bioindustrial, empresa fundada em 1968 que desenvolve tecnologias e processos para o extrativismo florestal e o aproveitamento integral do coco de babaçu, que gera a chamada “economia circular” e implementa soluções sustentáveis para diversos setores da indústria.

Neste vídeo, Baruque Filho explica um pouco do trabalho da Tobasa no aproveitamento integral do coco de babaçu, que envolve desde a quebra, a cata e a coleta do fruto até o processamento tecnológico de seus produtos e como esse processo é importante para a subsistência das comunidades extrativistas na geração de emprego e renda para as famílias, além da manutenção da floresta em pé.

 

Assista:

 

 

Leia Também

Sai lista de espécies nativas que podem ser comercializadas

Quem é a líder extrativista que está ajudando a mudar o Pará

Envolver comunidades é desafio do manejo

 

  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Reportagens
28 de abril de 2011

Envolver comunidades é desafio do manejo

Com maior apoio do governo, projetos de exploração florestal na Amazônia podem ser gerenciados por comunidades extrativistas.

Reportagens
2 de janeiro de 2018

Quem é a líder extrativista que está ajudando a mudar o Pará

Margarida Ribeiro da Silva elaborou o 1º plano de manejo comunitário na maior Resex do país. Ela hoje defende o papel de comunidades tradicionais na conservação da Amazônia

Salada Verde
11 de julho de 2018

Sai lista de espécies nativas que podem ser comercializadas

Na listagem publicada no Diário Oficial de terça-feira (10) constam frutas, verduras e castanhas para o comércio in natura ou de derivados

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. Beate Frank diz:

    A notícia é boa, mas seria mais convincente com imagens do trabalho e dos produtos.