Notícias

Puma do Leste foi oficialmente declarado extinto, de novo

Subespécie da onça-parda, o animal não é visto desde 1938 e já havia sido declarado extinto pelo Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos Estados Unidos, que adiou a oficialização

Sabrina Rodrigues ·
30 de janeiro de 2018 · 3 anos atrás
Onça-parda (Puma concolor), uma espécie de parente do extinto puma do leste. Foto: Bernard Dupont/Flickr.

 

O Serviço de Pesca e Vida Selvagem (USFWS, sigla em inglês para The U.S. Fish and Wildlife Service), responsável pela proteção da fauna silvestre dos Estados Unidos, removeu o puma do leste (Puma concolor couguar) da Lista Nacional de Espécies Ameaçadas e declarou oficialmente o animal como extinto. Em 2011, a organização já havia constatado a impossibilidade de recuperação da espécie, mas adiou a oficialização. Num novo comunicado, realizado no dia 22 de janeiro, o órgão reiterou a declaração. A remoção da subespécie da lista de espécies ameaçadas entrará em vigor em 22 fevereiro.

O Federal Register (Diário Oficial do governo dos Estados Unidos), em seu site, afirma que a decisão baseou-se em dados científicos e comerciais e acrescenta que “não existe evidência da existência de qualquer população reprodutiva existente ou quaisquer indivíduos da subespécie de puma do leste; também é altamente improvável que uma população puma oriental poderia permanecer sem ser detectada desde o último avistamento confirmado em 1938”, declara o órgão.

O puma está listado no grupo de animais ameaçados de extinção desde 1973. Considera-se que a subespécie tenha sido extinta em 1930 e que os registros posteriores eram na verdade de outras subespécies, e não do puma oriental.

Medindo até mais de dois metros e com um peso que poderia alcançar até 65 quilos, o puma do leste era comumente encontrado em regiões do leste da América do Norte. Ao longo dessas oito décadas, o animal sofreu com a caça ilegal e perdas significativas de seu habitat natural.

 

Saiba Mais

Declaração completa do governo americano

 

Leia Também

Onde menos se espera, Suçuarana

Puma é declarado extinto pelos EUA

Câmera registra três suçuaranas em área protegida no Amazonas

 

 

 

  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Notícias
5 de junho de 2017

Câmera registra três suçuaranas em área protegida no Amazonas

As onças-pardas foram vistas no período matinal, o que não é muito comum. As imagens fazem parte de uma pesquisa sobre biodiversidade de vertebrados na Amazônia

Salada Verde
3 de março de 2011

Puma é declarado extinto pelos EUA

Subespécie da onça-parda que habitava o leste da América do Norte foi extinta pela caça já na década de 30 do século passado.

Notícias
11 de outubro de 2013

Onde menos se espera, Suçuarana

A onça-parda (Puma concolor) está presente em todos os biomas brasileiros. E pela foto, também nos ambientes mais inusitados. Crédito: PMA/MS

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 5

  1. Juju diz:

    N foi extinta n,ela na verdade é uma espécie bem comum,só n está mais no mesmo territorio


  2. Jucilene diz:

    mito triste saber qe mes netos não conhecerão algmas espécie de animais e nem plantas porque,em nome do progresso ,regredimos.


    1. Daniel diz:

      Se no seu ver 'conhecer' baseia-se em ver em um livro, ou documentário, eles vão conhecer sim. Agora se for se basear em contato direto com um desses animais, nenhum de nós conhecemos.


  3. paulo diz:

    Sim, Absalão.
    Para os ecossistemas do Leste, deve-se realocar outros pumas. Seguindo o manejo que os protocolos já estabeleceram.

    Os ecossistemas não devem ficar sem este predador de topo de cadeia.


  4. Absalão diz:

    Hoje em dia considera-se que todos os pumas da América do Norte são da mesma espécie, genética toda miscigenada. Então não é que a subespécie foi extinta "in situ", mas sim que não é mais considerada como táxon, e por isso tirada da lista oficial de ameaçadas.