Municípios com novas funções

Salada Verde
segunda-feira, 4 maio 2009 20:55

Nesta segunda-feira, 38 municípios fluminenses começaram a ser capacitados pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea) para a emissão de licenças ambientais de baixo impacto. Segundo a Agência Brasil, a intenção é descentralizar as atribuições do estado quando o interesse dos empreendimentos for puramente local. É o caso, por exemplo, de padarias , lava-jatos ou indústrias de pequeno porte. A diretora de Gestão de Águas e do Território do Inea, Rosa Formiga, afirmou que o processo será gradativo, para que não haja maiores problemas. As outras cidades também serão incorporadas ao processo.

O Eco na Rádio Câmara

((o))eco
segunda-feira, 4 maio 2009 20:49

A influência das mudanças climáticas em eventos extremos, como enchentes no Norte e Nordeste e seca no Sul do país, é tema central do programa Salão Verde de hoje (4), da Rádio Câmara. No programa, também são tratados assuntos como excesso de agrotóxicos nos alimentos e sua influência em doenças como câncer, além do comentário semanal de O Eco, sobre a pavimentação da BR 319 (RO/AM). Ouça aqui.

Farejador submarino para poluição

Salada Verde
segunda-feira, 4 maio 2009 17:51

Britânicos desenvolvem peixe-robô de 30 mil dólares que poderá farejar poluição debaixo d´água. Testes começam em breve, a partir de porto espanhol.

Luzes apagadas para trânsito fluir

Salada Verde
segunda-feira, 4 maio 2009 17:48

O trânsito pesado da Inglaterra vai se submeter a uma idéia conhecida em muitas metropoles caóticas pelo mundo: ausência de semáforos. Mas em Londres, algumas ruas terão as luzes indicativas apagadas na expectativa de que o fluxo de veículos melhore. Boris Johnson, prefeito da cidade, tem se engajado pessoalmente no projeto e anda dizendo nos jornais que esperar o sinal vermelho quando não há ninguém para atravessar é totalmente insano. A experiência deve durar seis meses e nesse tempo espera-se que pedestres, ciclistas e motoristas consigam se entender. Mas antes o projeto precisa passar pela aprovação do departamento de transportes, o que costuma demorar. Na Holanda, uma experiência parecida já mostrou que sinais de trânsito apagados reduziram o número de batidas de 36 para dois por ano na cidade de Drachten. E o tempo de espera nos cruzamentos caiu de 50 para 30 segundos.

Acabando com o continente de lixo

Salada Verde
segunda-feira, 4 maio 2009 17:47

Pela primeira vez, uma expedição vai monitorar o que especialistas chamam de “continente de plástico”, à deriva no Oceano Pacífico. Ela vai sair em junho de São Francisco, na Califórnia, com cientistas e ambientalistas a bordo em direção às seis milhões de toneladas de lixo que ocupam uma área parecida com a do estado do Texas em alto mar. Com redes especiais, eles vão tentar retirar parte desse lixo flutuante, com o desafio de tentar não capturar animais e plantas que passaram a viver associados a todo esse plástico. A intenção é reciclar o máximo possível com tecnologia que transformará plástico em diesel para abastecer os próprios barcos da expedição. É o que avisa o pesquisador Doug Woodring, chefe da empreitada, que é bancada pela companhia de água Brita e pelo Instituto de Oceanografia Scripps.Saiba mais: Vórtice de lixoO campeão do microlixo marinho

Rochedo virtual

Salada Verde
segunda-feira, 4 maio 2009 2:43

A divertida animação de computador sobre montanhismo Uruca já abocanhou pelo menos dois prêmios desde o fim do ano passado: o 8º Festival Internacional de Filmes de Montanha Banff, no Rio de Janeiro, e o Festival Internacional de Filmes de Montanha de Vancouver, no Canadá. A produção carioca usa da tecnologia para exibir curiosos acontecimentos da escalada em rocha. Assista ao trailer acima e, se quiser adquirir o material, acesse www.companhiadaescalada.com.br ou www.grigorovski.com.

O lanchinho do grande felino

Salada Verde
segunda-feira, 4 maio 2009 2:41

Para quem ainda não viu, este vídeo amador gravado por pescadores no Pantanal matogrossense traz uma amostra única das táticas de caça e da força surpreendente do maior felino das Américas. A onça-pintada espreita por um longo tempo, aparentemente se valendo da distração oferecida pelos barcos, até atacar uma enorme capivara.

Invasão no Parna de Brasília

Salada Verde
domingo, 3 maio 2009 19:27

Na última semana, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) botou abaixo, pela terceira vez, uma mesma construção ilegal dentro do Parque Nacional de Brasília, próxima ao bairro Colorado, no Distrito Federal. Algum responsável pelo crime, obviamente, não foi encontrado. Está sendo feito um levantamento sobre todas as casas construídas dentro e no entorno do parque. Conforme admite o ICMBio, “pela proximidade da área urbana, o parque sofre pressões de todo tipo, principalmente ocupações ilegais, o que exige vigilância constante dos fiscais”. Problemas como esse serão resolvidos com mais fiscalização e infra-estrutura. Dinheiro para tais medidas pode vir da cobrança pelos serviços ambientais prestados pelo parque, como mostrou O Eco, mas uma decisão nesse sentido amarga nove anos de atraso.

Mais de 500 reservas particulares

Salada Verde
sábado, 2 maio 2009 0:37

O Brasil já conta com 512 Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs) que, juntas, somam 472,5 mil hectares. O Ministério do Meio Ambiente e Instituto Chico Mendes estão preparando o lançamento de um sistema online para agilizar os pedidos para a criação de mais reservas desse tipo. Proprietários que decidem proteger parte de suas terras permanecem com o direito de propriedade preservado e tem isenção do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR). Além disso, projetos elaborados para uso sustentável da área têm prioridade nas filas de análises do Fundo Nacional do Meio Ambiente (FNMA) e de pedidos para concessão de crédito agrícola, entre outras vantagens.

Cipó sem extração de diamantes

Salada Verde
sábado, 2 maio 2009 0:03

Conforme informações da não-governamental Associação Mineira de Defesa do Ambiente (Amda), foi suspensa esta semana a extração de diamantes pela Articum Mineração no leito do rio de Pedras e Poço Soberbo, na Serra do Cipó, em Minas Gerais. Apesar do cancelamento da atividade, ilegal por estar no entorno de unidades de conservação de proteção integral e junto a áreas protegidas por lei, a Amda teme que o caso termine em impunidade. “…pela experiência que temos, não podendo minerar, ela (empresa) poderá seguir o caminho de muitas outras: abandonar o local, deixando mais um passivo para Minas Gerais”, lamenta em nota Dalce Ricas, superintendente da ong.