Imazon: Desmatamento na Amazônia cai 31% em junho

Daniele Bragança
sexta-feira, 12 julho 2019 8:37
Foto: Ibama-MT.

Os dados do Sistema de Alerta do Desmatamento, do Imazon, informa que houve uma redução de 31% nos alertas de desmatamento em junho, em comparação com o mesmo período do ano passado. No penúltimo mês do calendário do desmatamento – que começa em agosto e termina em julho do ano seguinte –, 801 km² foram desmatados na Amazônia Legal.

Segundo o Imazon, organização da sociedade civil que realiza o monitoramento independente do desmatamento e degradação do maior bioma do país, foram identificados 7.177 alertas de desmatamento no mês.

Ontem, o ministro da Justiça, Sergio Moro, autorizou o uso das Forças Nacionais para o combate ao desmatamento no Pará, na região de São Félix do Xingu. As equipes trabalharão no auxílio do Ibama até o dia 30 de julho.

A taxa do acumulado do ano registrou um aumento de 4% do desmatamento, em relação a agosto de 2017 a junho de 2018.

Campeões de desmatamento

Amazonas liderou o ranking de estado que mais desmatou, sendo responsável por 30% do desmate ocorrido no período, seguido de Pará (26%), Rondônia (19%), Mato Grosso (17%), Acre (5%), Roraima (1%), Tocantins (1%) e Amapá (1%).

 

Saiba Mais

SAD – Junho

Leia Também

Sociedades científicas defendem Inpe em carta a Bolsonaro

Artigo sugere soluções para controlar o desmatamento na Amazônia e no Cerrado

Como um delegado de polícia está usando satélites para deter o desmatamento

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.