Grupo de supermercados da Suécia boicota alimentos brasileiros

Fernanda Wenzel
quinta-feira, 6 junho 2019 18:53
A rede de supermercados Paradiset, a maior vendedora de produtos orgânicos da Suécia, anunciou nesta quinta-feira (6) um boicote aos alimentos brasileiros em retaliação ao alto número de registros de agrotóxicos. Foto: Pixabay

A rede de supermercados Paradiset, a maior vendedora de produtos orgânicos da Suécia, anunciou nesta quinta-feira (6) um boicote aos alimentos brasileiros. Em vídeo divulgado pela RFI, o presidente do grupo, Johannes Cullberg, explicou que a decisão é uma retaliação ao alto número de registros de agrotóxicos no Brasil. Desde o início do ano, 197 novos produtos foram autorizados a ingressar no mercado brasileiro pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

“Nós decidimos banir todos os alimentos do Brasil até o Sr. Bolsonaro parar sua louca política de permissão de uso de pesticidas quase livremente”, disse Cullberg. Ele também pediu que outras empresas sigam o mesmo caminho: “E nós fazemos um apelo a todas as outras redes de supermercados e compradores de alimentos, que parem de comprar produtos do Brasil até que isso mude. Nós temos que pensar no nosso planeta, famílias, fazendeiros. Então, Sr. Bolsonaro, dê um jeito nisso e pare agora”.

Questionado pelo ((o))eco sobre os riscos que a atual política de agrotóxicos pode acarretar às exportações brasileiras, o Mapa enviou a seguinte nota: “O governo brasileiro não recebeu nenhuma comunicação da DG Santè, a agência europeia de saúde e segurança dos alimentos, a respeito dos produtos exportados pelo Brasil para a Suécia ou qualquer outro país europeu”.

Dos 197 produtos que receberam aval do Ministério da Agricultura neste ano, 26% tem como base princípios ativos proibidos da União Europeia. Como ((o))eco mostrou recentemente, um deles é o Fipronil, associado à mortandade de abelhas. Outros 31 agrotóxicos têm como base o Glifosato, classificado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como potencialmente cancerígena. Duas decisões da justiça norte-americana responsabilizaram a Monsanto e a Bayer após concluírem que o Glifosato contribui para o desenvolvimento de câncer em duas pessoas.

 

Leia Também

Governo registra mais três agrotóxicos associados à mortandade de abelhas

Organizações Internacionais lucram milhões com contrabando de agrotóxicos

Brasil registra mais de um agrotóxico por dia em 2019

 

4 comentários em “Grupo de supermercados da Suécia boicota alimentos brasileiros”

  1. Supermercados suecos boicotando produtos brasileiros? Nossa, abalou Bangu.

    Precisamos tomar cuidado para esse mercado não acabar com o agronegócio do Brasil.

    Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.