Baleia é encontrada morta com quarenta quilos de plástico no estômago

Baleia é encontrada morta com quarenta quilos de plástico no estômago

Sabrina Rodrigues
segunda-feira, 18 março 2019 18:38
No sábado (16), especialistas do D ‘Bone Collector Museum foram notificados sobre a morte de uma jovem baleia em Mabini, no Vale de Compostela, nas Filipinas. Foto: Divulgação.

Uma jovem baleia apareceu morta por após a ingestão de 40 quilos de plásticos, nas Filipinas. O fato ocorreu no sábado (16) e foi noticiado pelos cientistas do D’ Bone Collector Museum Inc.−, museu de história natural da cidade filipina de Davao. Segundo os biólogos, o animal era da espécie baleia-bicuda-de-cuvier (Ziphius cavirostris).

De acordo com os especialistas, a baleia macho mostrava sinais de emagrecimento e de que havia vomitado sangue antes de morrer.  

Em sua página do Facebook, o D’ Bone Collector Museum Inc. afirma que foram notificados, na manhã de sábado, de que uma baleia tinha sido encontrada morta em Mabini, no Vale de Compostela. A equipe se dirigiu imediatamente para o local e ao realizar uma necropsia, descobriu que dentro da baleia havia 16 sacos de arroz, 4 sacos do tipo plantação de banana e vários sacos de compras. O D’ Bone Collector afirmou ainda que divulgará, nos próximos dias, uma lista completa dos itens de plástico encontrados.

Na manhã de sábado, os biólogos do D ‘Bone Collector Museum foram notificados de que havia uma baleia morta em Mabini, no Vale de Compostela. Foto: Facebook D ‘Bone Collector Museum.

Ainda na publicação do Facebook, o D ‘Bone Collector Museum disse que esta foi a maior quantidade de plástico que sua equipe já havia visto no estômago de uma baleia, e descreveu o ocorrido como “nojento”.

O biólogo marinho, ambientalista e fundador do D ‘Bone Collector Museum, Darrell Blatchley, disse ao canal norte-americano CNN que havia tantos sacos plásticos no estômago do animal que alguns começaram a se calcificar. “Uma família de mamíferos aquáticos que inclui baleias e golfinhos – não bebem água do oceano, mas obtêm a água dos alimentos que comem. Como a baleia não era mais capaz de consumir grandes quantidades de comida devido ao plástico ingerido, ela morreu de “desidratação e fome”, disse Blatchley à CNN.

O museu pediu aos governos que tomem medidas contra aqueles que “continuam a tratar as vias navegáveis ​​e os oceanos como lixeiras”.

Encontrada em águas tropicais e temperadas, a baleia-bicuda-de-cuvier (Ziphius cavirostris) é um cetáceo da família Ziphiidae. Os Ziphius cavirostris podem crescer até aos 7 metros, e atingir 3 toneladas. Sua dieta consiste basicamente de lulas, embora se alimentem de peixes e crustáceos.

Um dia antes do corpo da jovem baleia ser encontrado, em Nairóbi, no Quênia, foi encerrado a 4ª Assembleia Geral do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), que por coincidência estava discutindo produção e consumo sustentáveis. Os países participantes se comprometeram a reduzir a produção de plásticos até 2030.

 

Leia Também

Baleia morre após ingerir 80 sacolas plásticas

Danos ambientais são responsáveis por 25% das mortes no mundo, diz ONU

Brasil é o quarto país que mais produz lixo plástico no mundo

 

1 comentário em “Baleia é encontrada morta com quarenta quilos de plástico no estômago”

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.