Notícias

Atum-rabilho: caiu na rede, está em extinção

Um dos maiores predadores dos mares atlânticos corre o risco de desaparecer. A sobrepesca reduziu a população mundial da espécie pela metade.

Redação ((o))eco ·
28 de novembro de 2014 · 7 anos atrás

Cardume de atuns-rabilho ([i]Thunnus thynnus[/i]). Foto:
Cardume de atuns-rabilho ([i]Thunnus thynnus[/i]). Foto:

O atum-rabilho (Thunnus thynnus) é o maior dos peixes tunídeos (atuns), capaz de atingir até 3 metros de comprimento e 650 kg. Encontrado em todo Atlântico ocidental, o atum-rabilho é uma iguaria muito apreciada na culinária asiática e um único peixe pode atingir altos preços no mercado. Isto impulsionou a pesca que, dos anos 60 até hoje, foi responsável pelo declínio global da população em 51%. Apesar dos esforços de conservação ao longo da área de ocorrência do peixe, esta sobrepesca (aliada à pesca ilegal onde há proibição) ainda é a maior ameaça à espécie, que desaparece rapidamente nas redes e armadilhas. Por esta razão, a Lista Vermelha da IUCN considera o rabilho ‘Em Perigo‘ de extinção.

 

 

Leia Também
Deixe o panda-vermelho em paz
Os preciosos golfinhos-de-hector
O leopardo-das-neves está numa fria

 

 

 

Leia também

Notícias
17 de setembro de 2021

Tocantins vende terras públicas invadidas a R$ 3,50 o hectare

Valor é o mais baixo entre os estados da Amazônia, revela estudo do Imazon. Além do preço irrisório, Tocantins tem pior colocação no ranking de transparência

Notícias
17 de setembro de 2021

Pantanal: animais de criação também são vitimados pela seca e queimadas

Eutanásia para abreviar o sofrimento de animais afetados pelo fogo e seca são comuns no dia a dia dos profissionais de resgate. Nesta quinta, acompanhamos o atendimento a um cavalo, que foi sacrificado

Notícias
16 de setembro de 2021

Comissão de Meio Ambiente rejeita PL que insere resoluções do Conama no Código Florestal

As resoluções 302 e 303 estabelecem a proteção das APPs, como restingas e manguezais, e voltaram a valer graças à liminar concedida pelo Supremo Tribunal Federal

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta