Dilma abre a gaveta e cria mais dois parques nacionais

((o))eco
quarta-feira, 15 outubro 2014 0:47
Serra do Gandarela, enfim preservada. Foto: Danilo Siqueira / Divulgação Movimento Águas do Gandarela.
Serra do Gandarela, enfim preservada. Foto: Danilo Siqueira / Divulgação Movimento Águas do Gandarela.

Em menos de 24 horas após criar 3 Reservas Extrativistas, o Governo Federal publicou novos decretos em que instituiu mais 3 unidades de conservação no país: foram criados nesta terça-feira (14) os  Parques Nacionais da Serra do Gandarela (MG) e do Guaricana (PR) e a Reserva de Desenvolvimento Sustentável Nascentes Geraizeiras (MG). Pelo menos no papel, o Brasil agora possui 319 unidades de conservação federal administradas pelo Instituto Chico Mendes (ICMBio).

Além das criações, a Reserva Extrativista do Médio Juruá, no Amazonas, teve seu tamanho aumentado em mais de 30 mil hectares.

Todas as 3 novas UCs  criadas, além da ampliada, estavam na lista de propostas de criação de Unidades de Conservação paradas no Ministério do Meio Ambiente.

O recém criado Parque Nacional da Serra do Gandarela (MG), com 31,2 mil hectares, é uma demanda antiga dos movimentos ambientais de Minas, como o Movimento Águas do Gandarela. O projeto para transformar a área em Parque Nacional existe desde 2009. Do outro lado, a Vale queria usá-lo para extração de minério.

O Parque Nacional do Guaricana (PR), com 49,3 mil hectares, protege uma parte importante da Mata Atlântica do Paraná.

Já a Reserva de Desenvolvimento Sustentável Nascentes Geraizeiras (MG), com 38,1 mil hectares, protege as áreas de extrativismo utilizadas pela comunidade geraizeira local. De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, próximo passo da RDS é acelerar o processo de regularização fundiária das terras em concessão de uso às comunidades tradicionais.

 

Leia Também
Em plena campanha, Dilma cria novas UCs na Amazônia
Criação do Parque Nacional Serra do Gandarela em perigo
Veja as 15 propostas de criação de Unidades de Conservação

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.