Notícias

Em plena campanha, Dilma cria novas UCs na Amazônia

A duas semanas do segundo turno das eleições, presidente cria 3 reservas extrativistas marinhas no Pará e amplia outra já existente.

Daniele Bragança ·
13 de outubro de 2014 · 7 anos atrás
Resex Marinha Mocapajuba, em São Caetano de Odivelas. Foto: ICMBio.
Resex Marinha Mocapajuba, em São Caetano de Odivelas. Foto: ICMBio.

A 13 dias das eleições, a presidente Dilma Rousseff dobrou o número de Unidades de Conservação criadas durante seu governo: pularam de 3 para 6 unidades. O decreto de criação das novas unidades foi publicado na manhã dessa segunda-feira no Diário Oficial (13). Todas ficam no Pará e são reservas extrativistas marinhas. Apesar deste movimento, o governo Dilma continua sendo o governo que menos criou unidades de conservação desde o governo Médici, durante a Ditadura Militar (Veja Tabela).

As novas UCs são: a Resex Marinha Mocapajuba, com 21 mil hectares, a Resex Marinha Mestre Lucindo, com 26,4 mil hectares e a Resex Marinha Cuinarana, com 11 mil hectares, que ficam localizadas nos municípios de São Caetano de Odivelas, Marapanim e Magalhães Barata, respectivamente. Todas fazem parte da região do Salgado Paraense.

Unidades de conservação
Governo Nº de Unidades
Fernando Henrique Cardoso 81
Lula da Silva 77
José Sarney 59
João Figueiredo 51
Costa e Silva 10
Fernando Collor 10
Dilma Rousseff 6
Emílio Médici 5
Juscelino Kubitschek 5
Jânio Quadros 4
Tancredo Neves 3
Getúlio Vargas 3
Gaspar Dutra 1
Itamar Franco 1
Total 316

Também foi ampliada a Reserva Extrativista Marinha de Araí-Peroba, com mais 50,5 mil hectares. Antes, a Resex que fica no município Augusto Corrêa, também no Pará,  tinha 11,5 mil hectares (Leia o decreto presidencial).

De acordo com o Instituto Chico Mendes, nessa mesma região existem outras nove Reservas Extrativistas, onde vivem 28 mil famílias em comunidades tradicionais que têm a pesca artesanal com principal atividade econômica.

Ainda de acordo com o órgão ambiental, as etapas de criação das novas Unidades de Conservação começaram em julho. Foram realizadas 4 audiências públicas, com a participação de mais de 800 moradores. Após o fim das audiências, o processo foi finalizado no ICMBio, encaminhado para o Ministério do Meio Ambiente (MMA) e depois para a Presidência da República, que outorgou as novas Resex.

 

Leia Também
((o))eco mostra qual foi o presidente que mais criou Unidades de Conservação
O que são Unidades de Conservação
TCU aponta abandono de Unidades de Conservação da Amazônia

 

 

 

  • Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

Leia também

Notícias
23 de setembro de 2021

Sociedade civil repudia propostas antiambientais da Economia

Planos de Paulo Guedes e setor empresarial para o meio ambiente estão sendo analisados pelo Ibama, que tem até dia 30 de setembro para responder

Reportagens
23 de setembro de 2021

Ilegal, desmate autorizado pelo governo da Bahia é maior que a cidade do Recife

Área compõe latifúndio considerado um dos maiores casos de grilagem do país. Titulação do território tradicional das comunidades geraizeiras do Cerrado é fundamental para conter a devastação

Reportagens
22 de setembro de 2021

Mudança climática deve alterar o funcionamento de comunidades de microrganismos marinhos, aponta estudo

Grupo de pesquisadores de várias partes do mundo concluiu que o plâncton do planeta se organiza em consórcios microbianos, em que uma espécie depende da outra para viver

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta