Notícias

Trilha Transcarioca: da ideia ao grande mutirão para sinalizá-la

Pedro Menezes, idealizador da trilha, explica como a ideia surgiu, quais os desdobramentos e como se chegou a um mutirão de mais 800 pessoas.

Marcio Isensee e Sá · Eduardo Pegurier ·
13 de setembro de 2014 · 7 anos atrás

 

 No vídeo acima, Pedro Menezes, idealizador da Trilha Transcarioca conta como a ideia surgiu e se desenvolveu até se tornar realidade. Tudo começou em meados da década de 80, quando Pedro trabalhava na Varig e via dos aviões Electra que faziam a ponte aérea Rio-São Paulo que era possível fazer uma caminhada entre o Parque Nacional da Tijuca e o Padre Estadual da Pedra Branca.  Ele foi lá e fez o trajeto. Em 1994, participou como observador dos preparativos da Olimpíada de Atlanta, pois o Rio de Janeiro preparava a sua primeira tentativa de sediar uma Olimpíada. Foi lá que Menezes conheceu a Appalachian Trail e teve o estalo de promover uma trilha de longo curso no Rio.

Em 2000, ele publicou o livro “Transcarioca: todos os passos de um sonho”, que descrevia a trilha e mostrava experiências internacionais do trilhas de longo curso que já existiam, como a Appalachian Trail (EUA), Huella Andina (Argentina), Bibbulmun (Austrália), Rota Vicentina (Portugal), Hoerikwaggo Trail (África do Sul) e Te Araroa Trail (Nova Zelândia).

Hoje, a Transcarioca já é realidade e além de ser a primeira trilha de longo curso do Brasil, que chegará a 180 km quando completa, também motivou um fenômeno inédito. No domingo, 14 de setembro de 2014, ela receberá um mutirão de 830 pessoas para trabalhar em 33 trechos do percurso.

A chamada do mutirão foi feita pelo Facebook da Transcarioca. Havia necessidade de cerca de 350 pessoas. Quanto o número ultrapassou 800, os organizadores foram obrigados a fechar as inscrições.  Entre as organizações que mais recrutaram pessoas para o mutirão estão os Centro e Clubes CEB, Carioca, Light e Guanabara.

Na quinta, dia 12 de setembro, os organizadores do mutirão se reuniram no Centro de Visitantes do Parque Nacional da Tijuca. A vibração estava no ar e o clima era festivo. Combinavam-se detalhes. “O Solar da Imperatriz até a entrada do Jequitibá é um trecho recém-aberto, então, a parte de poda nem precisa, mas tem um pouco de lixo, então poderia dar mais sacos de lixo para o grupo deste trecho”, dizia Ernesto de Castro, chefe do Parna Tijuca, que coordenava a reunião.  Decidiam-se coisas que pareciam prosaicas como quantos facões cada grupo deveria levar ou o teste com a tinta usada na demarcação (veja aqui vídeo com tutorial para sinalização).

O entusiasmo do grupo com a logística destes detalhes só realçava o sonho grande prestes a acontecer: a reunião e engajamento de centenas de pessoas voluntárias, com o pé no terreno,  para participar da construção da primeira trilha de longo curso brasileira.

 

E talvez interesse a você
Participar do Concurso Wikiparques de Fotografia
Ler o verbete da Transcarioca no Wikiparques
Conhecer o Guia de Sinalização de Trilhas, de Pedro Menezes
Ver o vídeo tutorial de sinalização de trilha feito para o mutirão da Transcarioca

 

  • Eduardo Pegurier

    Eduardo Pegurier

    Mestre em Economia, é professor da PUC-Rio e conselheiro de ((o))eco. Faz fé que podemos ser prósperos, justos e proteger a biodiversidade.

Leia também

Salada Verde
11 de maio de 2021

Arthur Lira adia para amanhã votação do PL que acaba com o licenciamento ambiental

Proposta transfere para os estados e municípios a definição do que precisa licenciar ou não e torna a obrigatoriedade do licenciamento uma exceção

Reportagens
11 de maio de 2021

Transposição do São Francisco leva peixe invasor à bacia do rio Paraíba do Norte

Pesquisadores identificaram uma espécie invasora no primeiro açude da bacia do rio Paraíba do Norte a receber águas do rio São Francisco e alertam pros riscos de desequilíbrio ecológico

Notícias
11 de maio de 2021

Servidor que relatou ineficiência no Ibama denuncia ameaças feitas por assessor de Salles

Hugo Ferreira foi impedido de copiar documentos do computador onde trabalhava e sofreu ameaças após escrever um relatório para o TCU. Servidor denunciou o ato à corregedoria do Ibama

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta