Aos 40 anos, morre a ararinha-azul mais velha do mundo

Batizado de Presley, a ave viveu 30 anos no cativeiro e era símbolo da tentativa de conservação da espécie, considerada extinta na natureza.