Notícias

Copa do Mundo das áreas protegidas: Argentina

O futebol dos nossos vizinhos e históricos rivais é uma preocupação constante. Saber quem vence é um problema, mas na Copa das áreas protegidas a história é outra.

Rafael Ferreira ·
30 de junho de 2014 · 7 anos atrás

A Albiceleste, apelido que os “hermanos” dão à sua seleção, há muito tempo é uma pedra no sapato dos brasileiros. Qual é o melhor? Eles têm Maradona e Messi, nós temos Pelé e Neymar. Eles tem mais títulos na Copa América e nas Olimpíadas. Nós temos mais Copas do Mundo e das Confederações. Em campo, já nos enfrentamos em 95 vezes. Foram 24 empates, 35 vitórias da Argentina, 36 vitórias do Brasil. A diferença é mínima. Um empate técnico.

Quando o assunto são áreas protegidas, de acordo com as estatísticas do Centro de Monitoramento da Conservação Mundial (UNEP-WCMC) da ONU, a Argentina conta com 345 áreas protegidas, que cobrem 5% do território do país, contra as 1.864 áreas brasileiras que equivalem a 26% deste país. Embora o Brasil seja o vencedor, isso não significa que a Argentina para trás na corrida da conservação.

No regime federativo argentino, os recursos naturais são de domínio de cada um dos seus 23 estados provinciais e a maioria tem leis próprias sobre áreas protegidas. As exceções são as chamadas áreas protegidas de “jurisdição nacional” (área protegida nacional, parque nacional, reserva natural, monumento natural, parque natural marinho, reserva natural restrita, reserva silvestre e educativa, área marinha protegida), reguladas pela Lei Nacional nº 22.351/80 e geridas pela Administración de Parques Nacionales (APN), uma autarquia vinculada à Secretaria de Turismo Nacional.

País pioneiro nas Américas na criação de parques nacionais, só fica atrás dos Estados Unidos e do Canadá. Com o objetivo de preservar a paisagem, patrimônio geológico, paleontológico, a flora e a fauna, em 1903, o explorador, naturalista e político Perito Moreno criou o Parque Nacional Nahuel Huapi, o primeiro do país. São 717.261 hectares que abrigam 24 espécies de vertebrados, incluindo espécies ameaçadas como a lontra, símbolo do Parque, e o cervo sul andino.

Além deste, a Argentina conta com outros 41 parques que cobrem cerca de 3,7 milhões de hectares, o que representa cerca de 1,5% da superfície total do país. O mais visitado deles é velho conhecido dos brasileiros: trata-se do Parque Nacional Iguazú, fundado em 1934 com o objetivo de conservar as Cataratas do Iguaçu bem como a biodiversidade local. O parque é localizado na fronteira entre Argentina e Brasil, no contato do norte da província de Misiones com o extremo oeste do estado do Paraná. Ao lado do Parque Nacional do Iguaçu, no lado brasileiro, é um Patrimônio Natural da Humanidade com uma área total de cerca de 250.000 hectares, 67.000 dos quais estão em território argentino.

Veja abaixo algumas das figurinhas carimbadas das unidades de conservação da Argentina.

Parque Nacional Tierra del Fuego
Parque Nacional Tierra del Fuego

Se você quiser torcer para o Brasil neste campeonato de áreas protegidas, acesse o WikiParques e conheça mais sobre as unidades de conservação de nosso país. O WikiParques é um site interativo dedicado aos cidadãos que querem compartilhar seus conhecimentos, explorar e debater sobre nossos Parques Nacionais e áreas protegidas. Colabore para proteger.

 

 

Leia também
Copa do Mundo das áreas protegidas: Alemanha
Copa do Mundo das áreas protegidas: Costa Rica
Copa do Mundo das áreas protegidas: Itália
Copa do Mundo das áreas protegidas: Gana
Copa do Mundo das áreas protegidas: Coréia do Sul
Copa do Mundo das áreas protegidas: Nigéria
Copa do Mundo das áreas protegidas: Inglaterra
Copa do Mundo das áreas protegidas: Camarões
Copa do Mundo das áreas protegidas: Argélia
Copa do Mundo das áreas protegidas: Bósnia e Herzegovina
Copa do Mundo das áreas protegidas: Suíça
Copa do Mundo das áreas protegidas: Colômbia
Copa do Mundo das áreas protegidas: Austrália
Copa do Mundo das áreas protegidas: México
Copa do Mundo das áreas protegidas: Irã
Copa do Mundo das áreas protegidas: Honduras
Copa do Mundo das áreas protegidas: Grécia
Copa do Mundo das áreas protegidas: Chile
Copa do Mundo das áreas protegidas: Croácia
Áreas protegidas do mundo em incríveis fotos 360°

 

 

 

Leia também

Notícias
12 de setembro de 2021

Compre tuviras e salve ariranhas ilhadas pela seca no Pantanal

Grupo abastece com água e peixes os rios secos que cruzam a Transpantaneira. Medida é para evitar que ariranhas e lontras morram de sede e fome

Notícias
11 de setembro de 2021

Caminhões-pipa abastecem tanques espalhados pela RPPN Sesc Pantanal

Seis dos 50 tanques espalhados pela unidade de conservação estão sendo abastecidos pelos caminhões-pipa. Medida ameniza efeitos da seca sobre a vida silvestre

Salada Verde
10 de setembro de 2021

Passagem só de ida: sem autorização, helicóptero deixa “trompetistas do apocalipse” em cume no PARNASO

Os dois infratores – que seguem vivos – foram deixados de forma irregular no Dedo de Deus, dentro do Parque Nacional da Serra dos Órgãos no dia 02 de setembro e ainda não foram resgatados

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 6

  1. joão oliveira botelho diz:

    Deixem os pobres sujeitos curtirem seu apocalipse pessoal. É a escatologia da imbecilidade.


  2. Alzira diz:

    Fanatismo exacerbado, irresponsabilidade total… Mas ao mesmo tempo… Tem minha admiração, boa sorte para eles na descida. Meu Deus!!! Corajosos.


  3. Marcos diz:

    Ótima reportagem!
    Em si. Pura adrenalina.
    Meu sonho passar um dia por ali com meu Parapente.


  4. Moraes diz:

    O registro da infração é válido e qualquer ato não autorizado deve ser apurado. Há que se apurar também o responsável pelo sobrevôo não autorizado. Dito isto, fica claro também que boa parte da indignação demonstrada na matéria é relativa à prática religiosa. Uma clara demonstração de preconceito. Fico imaginando se fosse o caso de um ritual oriental ou de matriz africana, se haveriam os adjetivos pejorativos, ou se a matéria trataria somente do ato infracional.
    É preciso ficar de olho no “eco”, mas também na intolerância religiosa!


  5. epocavital diz:

    “EXERCITO DE CRISTO”; Tem que Deixa-los lá no Topo, já que é um ‘exercito’,..Devem Possuir Algum Armamento Bélico, Elicópteros,..?
    OBS: deve ser investigado, Qual o Objetivo,..pois pode ser ‘Artimânha do AGRONEGÓCIO’.


  6. Fabio Olmos diz:

    Para que arriscar a vida para resgatar os trompetistas? Deixem deus cuidar dos seus. Ou que eles ganhem um merecido Prêmio Darwin