Notícias

Copa do Mundo das áreas protegidas: Colômbia

Nos confrontos entre Brasil e Colômbia, a seleção canarinho domina as quatro linhas. Quando se trata de parques a vitória é bem mais apertada.

Rafael Ferreira ·
18 de junho de 2014 · 7 anos atrás

Nos confrontos entre Brasil e Colômbia, a seleção canarinho domina as quatro linhas: descontando empates, fomos vitoriosos em 15 dos 24 embates, enquanto nossos vizinhos só podem comemorar 2 vitórias.

No entanto, quando tratamos de áreas protegidas, a disputa fica mais acirrada. Ganhamos, mas por pouco. O Brasil conta 26% do seu território em áreas protegidas, a Colômbia conta 21%. São 639 áreas protegidas que englobam áreas sob administração particular e governamental (em todas as esferas), o Sistema Nacional de Áreas Protegidas (SINAP).

O destaque do SINAP, em nível nacional é o Sistema Nacional de Parques Naturais (SPNN), que engloba 56 parques naturais que cobrem uma área de cerca de 12,602,320.7 hectares e respondem por mais de 11,04% do território.

O mais antigo destes parques é o Parque Nacional Natural Cueva de los Guácharos (PNN Caverna dos Guácharos), criado em 1960. O primeiro Parque Nacional Natural criado na Colômbia foi construído com apenas 700 hectares, 600 dos quais graças a uma doação da família Diaz, uma das duas primeiras famílias que chegaram à região décadas antes. A intensa ocupação da terra por particulares cedeu em 1975, a fim de permitir a autorregulação ecológica dos guácharos (Steatornis caripensis). Com esta medida a superfície do parque pode ser expandida para os atuais 9000 ha.

Desde então, o parque se notabilizou por ser declarado pela UNESCO como Reserva da Biosfera e também local de descoberta de uma nova espécie de carvalho, exclusiva do Colômbia: o carvalho preto ou roxo (Colombobalanus excelsa), encontradoem um lugar conhecido como a Oak Grove, no caminho de acesso às cavernas.

O Parque Nacional Natural Sierra de Chiribiquete é o maior dos parques colombianos em extensão e um dos maiores parques do mundo. São, desde agosto de 2013, 2.782.353 hectares que incluem as montanhas Serrania de Chiribiquete e as planícies circundantes, cobertas por floresta tropical úmida, savanas e rios. A região de Chiribiquete é considerada um hotspot de biodiversidade, de acordo com a IUCN: lá foram identificadas 41 espécies de répteis, 49 de anfíbios, 45 de aves e 209 espécies de borboletas. Além disso, também é um importante sítio arqueológico para a Colômbia: a área do parque foi território tradicional da  etnia aborígene conhecido como Karijona e ainda é possível observar pinturas deixadas nas paredes.

Mas, apesar da história e dimensão dos parques anteriores, o parque mais popular – em 2013, atraiu 50% dos viajantes que escolheram visitar os parques nacionais colombianos – é o Parque Nacional Natural Islas Corales del Rosario y San Bernardo. Localizado na Região Caribe da Colômbia, este parque é predominantemente de áreas marinhas. Nele estão incluídas quatro ilhas com ecossistemas únicos e variados, como recifes de coral, pântanos, manguezais, florestas tropicais secas, praias arenosas e costas rochosas. A maior parte da vida selvagem é marinha e abriga 170 espécies de peixes, 52 corais, 25 esponjas, centenas de moluscos e crustáceos.

Veja abaixo estas e outras  das figurinhas carimbadas das unidades de conservação da Colômbia.

PNN Tayrona
PNN Tayrona

Se você quiser torcer para o Brasil neste campeonato de áreas protegidas, acesse o WikiParques e conheça mais sobre as unidades de conservação de nosso país. O WikiParques é um site interativo dedicado aos cidadãos que querem compartilhar seus conhecimentos, explorar e debater sobre nossos Parques Nacionais e áreas protegidas. Colabore para proteger.
 

Leia também
Copa do Mundo das áreas protegidas: Austrália
Copa do Mundo das áreas protegidas: México
Copa do Mundo das áreas protegidas: Irã
Copa do Mundo das áreas protegidas: Honduras
Copa do Mundo das áreas protegidas: Grécia
Copa do Mundo das áreas protegidas: Chile
Copa do Mundo das áreas protegidas: Croácia
Áreas protegidas do mundo em incríveis fotos 360°

 

 

Leia também

Reportagens
16 de maio de 2021

Proposta muda desenho de UCs no rio Negro, com nova reserva e redelimitação

O projeto de lei enviado à Assembleia Legislativa cria uma Reserva do Desenvolvimento Sustentável no Baixo Rio Negro, no Amazonas, e redelimita parque estadual e APA

Reportagens
16 de maio de 2021

Projetos de estradas na Amazônia podem desmatar 2,4 milhões de hectares nos próximos 20 anos

12 mil km de estradas previstas em 75 projetos para os cinco países da Bacia Amazônica podem causar o desmatamento de 2,4 milhões de hectares. 17% dessas obras violam a legislação ambiental e o direito de povos indígenas

Reportagens
16 de maio de 2021

Maior banco suíço volta ao Brasil e coloca em risco compromisso ambiental

O maior banco suíço, o UBS, quer fazer negócios com empresas de carne, soja e agrotóxicos no Brasil, mas sem abrir mão da responsabilidade ambiental. A realidade, no entanto, mostra que não é tão fácil separar o agronegócio sustentável daquele associado ao desmatamento

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta