Notícias

A ameaça da falta de água vista do espaço

A análise de imagens de satélite podem determinar quais áreas do planeta sofrem mais com a falta de água. Veja quais são elas nesta animação.

Paulo André Vieira ·
27 de outubro de 2013 · 8 anos atrás

No último fim de semana de outubro, parte da cidade do Rio de Janeiro sofreu com o desabastecimento de água. O que era para ser uma manutenção de rotina transformou-se em um transtorno para milhares de moradores de diversos bairros.

Em algumas regiões do Brasil e do mundo, a falta de água não é apenas um transtorno passageiro, e sim uma ameaça constante capaz de alterar profundamente as vidas e o ecossistema das regiões em questão.

Os satélites em órbita da Terra são capazes de detectar as diferenças entre pedras, pastagens e florestas através da forma como essas superfícies emitem energias de volta para o espaço. Ao medir essas diferenças e observando os padrões de vegetação – ou sua falta de crescimento – é possível monitorar as ameaças de seca ao redor do mundo ao longo do tempo.

Monitorando a saúde da vegetação, a umidade e as condições térmicas, os cientistas são capazes de identificar as áreas onde a cobertura vegetal está mais ameaçada por causa da seca. Estes índices servem de maneira confiável para medir as ameaças de seca ao redor do mundo.

As áreas amarelas da animação abaixo, feita utilizando dados coletados pelo sensor AVHRR a bordo do satélite POES entre outubro de 2012 e outubro de 2013, e processados pelos cientistas do NOAA, indicam as áreas sob condições de seca moderada, enquanto o vermelho indica áreas que sofrem com uma seca extrema.

 

Leia também
Como os satélites conseguem observar a fotossíntese
A vegetação do planeta vista do espaço
A biomassa tropical vista do espaço
O déficit na produção de alimentos
A produção de alimentos vista do espaço

  • Paulo André Vieira

    Produtor Editorial formado pela UFRJ, atua em ((o))eco desde 2007 escrevendo sobre geojornalismo e cuidando da edição e gestão do site.

Leia também

Notícias
23 de setembro de 2021

Sociedade civil repudia propostas antiambientais da Economia

Planos de Paulo Guedes e setor empresarial para o meio ambiente estão sendo analisados pelo Ibama, que tem até dia 30 de setembro para responder

Reportagens
23 de setembro de 2021

Ilegal, desmate autorizado pelo governo da Bahia é maior que a cidade do Recife

Área compõe latifúndio considerado um dos maiores casos de grilagem do país. Titulação do território tradicional das comunidades geraizeiras do Cerrado é fundamental para conter a devastação

Reportagens
22 de setembro de 2021

Mudança climática deve alterar o funcionamento de comunidades de microrganismos marinhos, aponta estudo

Grupo de pesquisadores de várias partes do mundo concluiu que o plâncton do planeta se organiza em consórcios microbianos, em que uma espécie depende da outra para viver

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta