Notícias

Um passeio virtual pelas montanhas do planeta

Sinta-se no topo do mundo sem precisar levantar de sua cadeira através de fotos em 360 graus disponíveis no Google Maps.

Paulo André Vieira ·
1 de abril de 2013 · 8 anos atrás

Depois de oferecer passeios virtuais pela Antártica e pelo Rio Negro, e permitir que as pessoas mergulhassem por recifes de corais sem sair sair de casa, o Google Maps agora leva os internautas para o tipo de algumas das montanhas mais famosas do planeta. As imagens foram coletadas com uma câmera digital montada sobre um  simples tripé, e oferecem a oportunidade de se aprecuar paisagens incríveis sem riscos de avalanches, deslizamentos ou os perigos da altitude que testam os mais bracos montanhistas. Aprecie abaixo algumas dessas paisagens e aproveite para passear um pouco nessas fotos interativas.


O pico Uhuru é o ponto mais alto do Kilimanjaro, com mais de 5.800 metros de altitude. Conhecido como o teto da África, o Kilimanjaro, localizado no norte da Tanzânia, junto à fronteira com o Quénia, é o pico mais alto do continente africano.


O cume do Aconcágua, a montanha mais alta nos hemisférios ocidental e do sul, é o ponto mais alto fora dos Himalaias.


Localizado nas montanhas do Cáucaso, o cume coberto de neve do Monte Elbrus se levanta majestoso sobre a Europa e a Rússia, com mais de 5.600 metros de altitude.


A maioria das expedições ao ponto mais alto da Terra começam no Campo Base do Everest. A rota até este acampamento é uma das rotas mais populares no Himalaia, e visitado por milhares de montanhistas todos os anos.

  • Paulo André Vieira

    Produtor Editorial formado pela UFRJ, atua em ((o))eco desde 2007 escrevendo sobre geojornalismo e cuidando da edição e gestão do site.

Leia também

Reportagens
22 de setembro de 2021

Mudança climática deve alterar o funcionamento de comunidades de microrganismos marinhos, aponta estudo

Grupo de pesquisadores de várias partes do mundo concluiu que o plâncton do planeta se organiza em consórcios microbianos, em que uma espécie depende da outra para viver

Reportagens
22 de setembro de 2021

Avança no MMA pedido do Ministério da Economia para afrouxar normas ambientais

Pasta comandada por Guedes busca satisfazer demandas do setor privado. Mudanças dão continuidade ao que Salles tentou fazer em maio de 2020, quando sugeriu “passar a boiada”

Notícias
21 de setembro de 2021

Justiça de Rondônia considera inconstitucional lei que extinguiu 11 UCs no Estado

Decisão é novo capítulo de novela jurídica em torno das UCs de Rondônia. Leis posteriores à norma agora considerada inconstitucional ainda colocam em risco áreas protegidas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. pequenas vitórias não compensam os danos causados deliberadamente por legisladores e executivos que estão determinados em reverter as proteções e ganhos ambientais conseguidos a duras penas, nas últimas décadas.