Belo Monte: BNDES libera primeiros bilhões de reais

Belo Monte: BNDES libera primeiros bilhões de reais

O Eco
sexta-feira, 28 dezembro 2012 21:56
Fachada da sede do BNDES no centro do Rio de Janeiro. Foto: Arquivo BNDES
Fachada da sede do BNDES no centro do Rio de Janeiro. Foto: Arquivo BNDES

Na última sexta-feira do ano, o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) garantiu parte do caixa da Norte Energia para a construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, o maior empreendimento em curso no Brasil. Foram liberados nesta sexta-feira a primeira parcela, no valor de R$ 5,2 bilhões, do empréstimo total de R$ 22,5 bilhões concedido ao consórcio em novembro. Trata-se da maior quantia já concedida na história do banco, que arcará com 80% do total do custo da obra da usina, avaliada em R$ 28,9 bilhões.

Em nota divulgada pela assessoria de imprensa do Consórcio Norte Energia, a empresa esclarece que desses 5,2 bilhões, R$ 3,1 bi foram depositados essa tarde pelo BNDES e o restante serão liberados no próximo dia 2 de janeiro “pelos agentes financeiros repassadores: a Caixa Econômica Federal (R$ 1,6 bilhões) e o banco BTG Pactual (R$ 464 milhões)”.

Na nota, Marcelo Perillo, diretor Financeiro da Norte Energia, agradece a esses financiadores pela liberação de parte do empréstimos: “Este é um importante marco na história do setor elétrico brasileiro e do empreendimento, tivemos como parceiros, além do próprio BNDES, outros importantes agentes financeiros, que são a Caixa Econômica Federal e o BTG Pactual. Não podemos deixar de agradecer aos bancos que participaram dos financiamentos ‘de curto prazo, que são o Banco ABC Brasil e os próprios Caixa Econômica Federal e BTG Pactual”.

No começo de dezembro, o Ministério Público Federal do Pará enviou ofícios ao BNDES e ao Banco Central questionando o financiamento do projeto. O MPF demanda se o BNDES está seguindo as políticas ambientais determinadas pelo próprio banco.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.