Notícias

A imponente arara-vermelha

A exuberante arara-vermelha é bastante comercializada de forma ilegal, vendida ao estrangeiro como animal de estimação. Foto: Paulo Zuquim Antas

Duda Menegassi ·
15 de junho de 2012 · 9 anos atrás
A homenageada de hoje, pelo ((o)) eco, é a bela e famosa arara-vermelha (Ara chloropterus), também chamada de arara-vermelha-grande. O “grande” no nome não é gratuito, ela pode medir até 95 cm e pesar cerca de 1,5 kg. Sua coloração vermelha e sua exuberância chamam a atenção e ela é visada pelo tráfico ilegal de animais, vendida no Brasil e em países estrangeiros como bicho de estimação. A espécie não se encontra em perigo de extinção, mas é preciso ter cuidado, pois a população de araras-vermelhas já foi extinta no Espírito Santo e no Paraná. Atualmente, o habitat da ave se estende desde a Amazônia até o Piauí, Bahia, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e São Paulo. Fora do território nacional, ela também é encontrada no Panamá, Colômbia, Venezuela, Guianas, Equador, Peru, Bolívia e Paraguai. Vive no topo das árvores em matas de beira de rios. Alimenta-se de frutos e sementes, em geral, e costuma andar sempre em bando ou em pares. A arara-vermelha é um animal da coletividade e pode até mesmo dividir ou alternar ninhos com as araras-azuis. Esses ninhos normalmente são feitos em pequenas cavidades em penhascos ou em ocos de árvores, com uma ninhada de 2 ou 3 ovos por vez que ficam incubados por um período de 29 dias. Foto: Paulo Zuquim Antas

*nota editada em 16/6/12

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação e montanhismo. Escreve para ((o))eco desde 2012. Autora do livr...

Leia também

Reportagens
22 de setembro de 2021

Avança no MMA pedido do Ministério da Economia para afrouxar normas ambientais

Pasta comandada por Guedes busca satisfazer demandas do setor privado. Mudanças dão continuidade ao que Salles tentou fazer em maio de 2020, quando sugeriu “passar a boiada”

Notícias
21 de setembro de 2021

Justiça de Rondônia considera inconstitucional lei que extinguiu 11 UCs no Estado

Decisão é novo capítulo de novela jurídica em torno das UCs de Rondônia. Leis posteriores à norma agora considerada inconstitucional ainda colocam em risco áreas protegidas

Salada Verde
21 de setembro de 2021

Senador quer impedir Ibama de destruir equipamentos durante fiscalização

Telmário Mota (Pros-RR) entrou com um projeto de lei para que maquinário, veículos e instrumentos usados no crime ambiental não possam ser destruídos pelo Ibama. Na Câmara, há 7 proposta parecidas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. Ribeiro diz:

    Por que o senador não aproveita e beneficia os vagabundos de forma mais ampla? Assim quando a polícia subir favela, não mais destrua as drogas e armas apreendidas.