Notícias

Projeto Golfinho Rotador completa 21 anos

Um dos projetos ambientais mais bem sucedidos do país chega à maioridade com sucesso em unir conservação e turismo. Mas os desafios para se proteger a espécie permanecem.

Gustavo Faleiros ·
31 de agosto de 2011 · 10 anos atrás
Milhares de pessoas visitam todos os anos as praias de Fernando de Noronha e se emocionam com os saltos dos golfinhos (foto José Martins/divulgação)
Milhares de pessoas visitam todos os anos as praias de Fernando de Noronha e se emocionam com os saltos dos golfinhos (foto José Martins/divulgação)
Nestes anos todos, cerca de 232 mil turistas visitaram os pontos de avistamento de golfinhos. De acordo com a coordenação do projeto, 45 cursos profissionalizantes foram feitos com os moradores de Noronha. O projeto é coordenado pelo Centro de Mamíferos Marinhos, do Instituto Chico Mendes e patrocinado pela Petrobrás.

A maior conquista celebrada pelo projeto é que desde 1990, quando foi de fato iniciado, a população de golfinhos na ilha permanece a mesma. No entanto, o número de embarcações em Fernando de Noronha tem causado impactos. “Entre 1991 e 2005, os golfinhos ocupavam a Entre Ilhas em 30% dos dias do ano; enquanto que em 2006 e 2007, essa frequência passou a ser de 50% dos dias do ano. Em 2008 e 2009, esse percentual subiu ainda mais: 90% dos dias. Em 2010 e 2005, já temos golfinhos-rotadores descansando na região ‘Entre Ilhas’ em 95% dos dias, enquanto na Baía dos Golfinhos o tempo de permanência caiu para menos de 3 horas por dia em média, contra 8 horas nos primeiros 10 anos do Projeto Golfinho Rotador.”, diz trecho de relatório enviado a ((o))eco por Martins

Abaixo fotos em comemoração aos 21 anos do Projeto Golfinho-Rotador 

 

  • Gustavo Faleiros

    Editor da Rainforest Investigations Network (RIN). Co-fundador do InfoAmazonia e entusiasta do geojornalismo. Baterista dos Eventos Extremos

Leia também

Salada Verde
28 de julho de 2021

Governador do Mato Grosso pede a Bolsonaro que “estadualize” Chapada dos Guimarães

Durante reunião com o presidente, o governador Mauro Mendes pediu a estadualização do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães para que estado possa "fomentar o turismo"

Colunas
28 de julho de 2021

Dimensões Humanas como parte do processo de decolonização nas ciências ambientais

Este mês abordamos as dimensões humanas envolvidas no processo de decolonização, ou seja, no processo de ‘quebrar’ a práxis enraizada por processos colonizadores onde a cosmovisão e práticas de um certo grupo são impostas a outro

Salada Verde
28 de julho de 2021

Prefeitura do Rio de Janeiro nomeia subsecretário que irá liderar transição verde

Ruan Lira assume nesta quarta-feira (28) a chefia da subsecretaria de Transição Verde, criada para coordenar metas climáticas assumidas pelo município

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta