Notícias

Em Lagos, praias de água transparente

Geógrafo brasileiro foi até cidade na região do Algarve, Portugal, e durante um dia visitou todas as praias do local. Passeio, de paisagens lindas, é barato.

Felipe Lobo ·
24 de maio de 2011 · 10 anos atrás
Geógrafo brasileiro foi até cidade na região do Algarve, Portugal, e durante um dia visitou todas as praias do local. Passeio, de paisagens lindas, é barato.

Copie o código e cole em sua página pessoal:

Em maio do ano passado, o geógrafo carioca Caio Mascarenhas estava na cidade espanhola de Palos de la Frontera (de onde Cristóvão Colombo saiu para descobrir as Américas em 3 de agosto de 1492), quando ouviu falar pela primeira vez de Lagos, uma pequena cidade situada no Distrito de Faro, em Portugal. A partir de Sevilha, o trajeto de ônibus dura cerca de quatro horas e custa em torno de 20 euros (apenas ida). O susto inicial com o alta incidência da língua inglesa nas ruas – o garçom de um restaurante, aliás, sequer falava português – foi rapidamente superado em função da grande vocação turística do pequeno município costeiro da sub-região de Algarves.
 


Exibir mapa ampliado
Não é difícil se hospedar a baixo custo em Lagos. Há exatamente um ano, Mascarenhas desembolsou apenas 14 euros por noite para ficar no Lagos Youth Hostel, um albergue localizado próximo ao centro. Durante o dia e a noite, aliás, a dica é não parar no quarto, a não ser para dormir. “Lagos tem inúmeras praias, uma ao lado da outra, com uma água azul translúcida incrível. Mas a água é muito gelada, até levei uma máscara para fazer mergulho, mas não dá para agüentar muito tempo sem roupa de borracha. E à noite tem inúmeros bares e restaurantes, a economia local gira em torno de serviços”, relata.

Vale tirar um dia inteiro para conhecer todas as praias da região, todas bem pequenas e quase desertas. É possível, por exemplo, fazer um passeio por cima das falésias que circundam a areia e permitem a visão de todo o complexo, e depois voltar, a partir da praia da Ponta da Piedade (a última na direção de quem sai do centro da cidade). Quando a maré está baixa, a passagem pelos túneis criados nas falésias torna-se viável. No domingo, o geógrafo voltou para a cidade-marco do descobrimento, mas trouxe ao Brasil, tão logo finalizou a pós-graduação em geoprocessamento, os registros da aventura.

Links Externos

Hostel Bookers
Hostel World

{iarelatednews articleid=”17061, 20973″}
 
 

  • Felipe Lobo

    Sócio da Na Boca do Lobo, especialista em comunicação, sustentabilidade e mudanças climáticas, e criador da exposição O Dia Seguinte

Leia também

Reportagens
22 de julho de 2021

Soluções baseadas na natureza são essenciais para combater mudanças climáticas e a perda de biodiversidade

Pesquisadores analisam estratégias de conservação de ecossistemas e recuperação de áreas degradadas na segunda edição da série Conferências FAPESP 60 anos

Análises
22 de julho de 2021

Um Dia No Parque 2021: a felicidade como um ato de resistência

A 4ª edição do Um Dia no Parque, realizada no último final de semana, envolveu mais de 350 UCs e teve como destaque lançamento de plataforma online para estimular visitação das áreas protegidas

Notícias
21 de julho de 2021

MP da Bahia recomenda suspensão da instalação de parque eólico em Canudos

MP-BA pede para que órgão responsável pelo licenciamento do empreendimento suspenda ou anule a licença ambiental do parque eólico

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta