Notícias

Copenhague aposta em mini parques

A capital da Dinamarca quer pontilhar sua extensão com parques de bolso, oásis para serem aproveitados bem pertinho de casa ou do trabalho.

Redação ((o))eco ·
30 de julho de 2010 · 11 anos atrás
Copenhague quer se tornar a cidade com o melhor ambiente urbano do mundo até 2015. Entre os projetos em curso está a multiplicação dos chamados parques de bolso, com até 5 mil metros quadrados, menores do que um campo de futebol. Por definição, três das suas laterais devem fazer fronteira com algum elemento da cidade, como, por exemplo, a parede de um prédio. A ideia é que eles estejam muito próximos de onde as pessoas trabalham e moram.

Um parque de bolso (…) tipicamente é criado em terrenos urbanos vazios ou irregulares. Suas funções incluem espaço para relaxar, encontrar amigos, aproveitar o intervalo de almoço, ler ou brincar. Com frequência, ficam em torno de monumentos, marcos históricos ou projetos de arte.
Um dos objetivos é fazer com que as pessoas tenham menos necessidade de pegar um carro e dirigir para fora da cidade até alcançar uma área verde. Dessa maneira, reduz-se o trânsito e a frequência dos parques naturais, o que permite que parcelas maiores dos mesmos possam ser mantidas intocadas.

Vale ler todo o artigo, que também traz uma fartura de links para outros documentos sobre eco-metrópoles.

(Eduardo Pegurier)

Leia também

Análises
24 de junho de 2021

O teste de fidelidade de Joaquim Leite

15 medidas que o novo ministro do Meio Ambiente deveria tomar para mostrar que é diferente de Ricardo Salles

Notícias
24 de junho de 2021

Ação exige que o poder público apresente plano para prevenção de novo desastre no Pantanal

Partidos vão ao STF demandar que a União e Estados pantaneiros apresentem em até 30 dias medidas que evitem as queimadas intensas que ocorreram em 2020 e que podem ser piores neste ano

Salada Verde
24 de junho de 2021

Em discurso de saída, Salles anuncia concurso com mil vagas para o Ibama e ICMBio

De acordo com ex-ministro, concurso foi autorizado pelo Ministério da Economia. Se confirmado, anúncio afasta possibilidade de extinção do ICMBio

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta