Fotografia

Marigo e a sensibilidade da técnica

Instante de beija-flor, girafas em luta, cenários de pintura. Luiz Carlos Marigo, um dos grandes fotógrafos ambientais do mundo, alia técnica e sensibilidade

Alexandre Sant´Anna ·
23 de dezembro de 2004 · 16 anos atrás

O carioca Luiz Claudio Marigo não procura a foto pela foto. Para ele fotografar natureza é coisa séria, que envolve algo mais do que o senso estético. Diz respeito ao pulsar vivo do ambiente, ao comportamento dos seres que protagonizam suas cenas, ao “espírito” da natureza, enfim.

Aos 54 anos, 32 deles dedicados à fotografia ambiental, não se cansa de demonstrar na prática que o único caminho para manifestar esta sensibilidade ecológica plenamente é o extremo apuro técnico. A receita rendeu-lhe um posto entre os maiores do mundo em sua área. Já publicou em 15 países de todos os continentes e levou suas imagens às principais revistas de natureza, como Natural History, International Wildlife, BBC Wildlife, Terre Sauvage e Das Tier. Na National Geographic americana, assinou diversos anúncios da renomada série “Wildlife as Canon Sees It”, que já dura mais de duas décadas.

Também o meio científico descobriu o olhar único de Marigo, o que levou suas fotografias aos livros de pesquisadores como José Márcio Ayres, Adelmar Coimbra Filho, Carlos Toledo Rizzini e Luiz Soledade Otero, e mais de 30 publicações editadas em outros países.

Prêmios não lhe faltam, inclusive várias menções honrosas e um prêmio principal do “Wildlife Photographer of the Year”, o mais importante concurso do gênero, organizado pela BBC e Natural History Museum de Londres. Da série selecionada para O Eco, cinco fotografias receberam esta disputada distinção. Tentar descobrir por conta própria quais são elas, em detrimento de todas as outras, não é tarefa fácil. Por isso mesmo preferimos não discriminá-las. Deixar o visitante munir-se apenas de sua sensibilidade artística e ambiental, que é o que importa.

 

Leia também
Fotografia de natureza pode ser uma arma contra crimes ambientais
Fotos: as aves mais raras do mundo
Guia: as aves do Pantanal
Guia: as aves da Amazônia
O incrível “Rally Internacional de Observação de Aves”

 

Leia também

Reportagens
17 de junho de 2021

Cheia histórica no Amazonas é uma mistura da variabilidade natural com mudanças climáticas

Porto de Manaus registrou nível do Rio Negro de 30,02 metros, a maior altura desde 1902. Com a água invadindo casas à margem dos igarapés, população local fica em situação de extrema vulnerabilidade

Notícias
16 de junho de 2021

((o))eco é parceiro do Vozes da Floresta, projeto de bolsa-reportagem destinado a jovens comunicadores indígenas

Iniciativa vai selecionar quatro bolsistas que queiram desenvolver reportagens pautadas nos debates promovidos pela COP26

Salada Verde
16 de junho de 2021

Governo cria grupo interministerial para discutir lista vermelha de espécies de peixes

Ministérios do Meio Ambiente e da Agricultura vão avaliar e recomendar ações de conservação e uso sustentável para espécies de peixes ameaçados. Composição do colegiado será definido por Salles

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. Paulo diz:

    Quem sabe, agora com olhares mais apurado sobre as suas intenções, não saia grandes lambanças.

    Se pisar fora da faixa novamente……………………….