Pampa tem desmatamento divulgado

A trajetória da fumaça
sexta-feira, 23 julho 2010 18:28

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, anunciou pela primeira vez nesta quinta (22) os dados, consolidados sobre o desmatamento dos Pampas, além de divulgar também os dados sobre a Amazônia, cujo desmatamento foi 47% menor do que o do mesmo período em 2008 e 2009.

 
O ministério reconhece a perda dos ecossistemas e afirma que agora está investigando as causas a fim de propor soluções para o problema. O Pampa já perdeu 54% de sua área original ao longo de sua ocupação histórica. Foram perdidos 1,23% desse bioma entre 2002 e 2008, totalizando 36.400 hectares.
 
O MMA propõe como solução a criação de novas unidades de conservação no bioma, a adoção de práticas sustentáveis na agricultura e pecuária e a conformação com as orientações do zoneamento econômico-ecológico (formulado recentemente pelo Conselho de Meio Ambiente do Rio Grande do Sul).

Já é observada a redução do desmatamento em quase todos os estados brasileiros, com exceção do Amazonas, que teve aumento de 6%. O MMA pretende avaliar os motivos, e perpetuar o monitoramento dos estados com maiores índices de desmatamento, como Mato Grosso, Pará, Rondônia e Amazonas com ajuda dos dados espaciais fornecidos pelo INPE.

O MMA considera a redução do desmatamento como parte do processo que envolve fatores a exemplo do fortalecimento da fiscalização da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal, da Força Nacional e Casa Civil. Além disso, muitas outras ações contra o desmatamento já encontram-se em andamento. Luciano Evaristo, diretor de Proteção Ambiental do Ibama afirma que atualmente existem 14 operações contra o desmatamento na Amazônia e que neste ano serão 226, incluindo fechamento de serrarias e apreensão de madeira já realizados no período entre agosto e maio. (Laura Alvez com informações do MMA)

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.