O Quero-quero

((o))eco
quinta-feira, 6 abril 2006 17:57
No final de dezembro passado, andar pelos campos do Planalto Catarinense perto dos quero-queros que usam a região como habitat era experiência digna de “Os pássaros”, filme de Alfred Hitchcock. Ao menor sinal de estranhos próximos de seus ninhos, franziam a cara e começavam a piar estridentemente. Um passo em falso na direção do abrigo era suficiente para fazê-los decolar para atacar o estranho. Primeiro com vôos rasantes. Depois, com intenso bombardeio de fezes. Caso nada disso intimidasse o intruso, recorriam à bicadas. Tamanha agressividade tinha um ótimo motivo: os quero-queros estavam com filhotes recém-nascidos em seus ninhos. Esse que estrela a capa de O Eco foi fotografado por Manoel Francisco Brito e virou alvo de uma câmera Canon D-10, equipada com lente Canon 70-210mm, porque bicou as costas de sua filha de sete anos. Fora o susto, e um choro convulsivo de alguns minutos, a menina nada sofreu.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.