Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Trump volta atrás e suspende entrada de troféus de caça de elefantes nos EUA

Sabrina Rodrigues
segunda-feira, 20 novembro 2017 8:17
Entende-se como troféus de caça de elefantes partes do corpo do animal, incluindo as presas. Foto: Kimberly Brown-Azzarello/Flickr.
Entende-se como troféus de caça de elefantes partes do corpo do animal, incluindo as presas. Foto: Kimberly Brown-Azzarello/Flickr.

Não durou muito tempo a decisão de Donald Trump em revogar a medida que permitia a entrada, nos Estados Unidos, dos chamados troféus de caça de elefantes mortos no Zimbábue. A decisão foi duramente criticada por ambientalistas e até mesmo por membros do próprio partido republicano.

A administração Trump alegava que não havia justificativa para manter a proibição, visto que o governo do Zimbábue tem realizado ações para a conservação dos elefantes. Além disso a agência ligada ao Ministério do Interior, a United States Fish and Wildlife Service (USFWS), responsável pela mudança da regra, justificava sua decisão de que a caça seria benéfica para as espécies trazendo dinheiro às comunidades locais e incentivando a conservação de elefantes.

Ativistas logo reagiram com receio de que a liberação contribuísse negativamente na luta internacional para acabar com o comércio internacional de marfim, que é o principal responsável pela queda catastrófica em populações de elefantes em todo o mundo ao longo dos últimos 15 anos.

Donald Trump não deu detalhes do que o levou a voltar atrás da decisão. Na sua conta do twitter, afirmou somente que a decisão fica suspensa até que ele reveja todos os fatos sobre a liberação.

 

Leia Também

China decide proibir comércio de marfim em 2017

Criminosos envenenam dez elefantes no Zimbabwe

Grande Censo indica declínio de elefantes nas savanas da África

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.