Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Rio proíbe uso de animais em testes de produtos cosméticos

Sabrina Rodrigues
quinta-feira, 14 dezembro 2017 17:03
Por 40 votos a zero, deputados da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro derrubam o veto do governador Pezão ao Projeto de Lei 2714/2014, que proíbe teste em animais para produção de cosméticos e de higiene pessoal. Foto: João Carlos Caribé/Flickr.
Por 40 votos a zero, deputados da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro derrubam o veto do governador Pezão ao Projeto de Lei 2714/2014, que proíbe teste em animais para produção de cosméticos e de higiene pessoal. Foto: João Carlos Caribé/Flickr.

 

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ) derrubou na terça-feira (12) o veto do governador Luiz Fernando Pezão ao Projeto de Lei 2714/2014. Pezão havia vetado o PL que proíbe no Estado do Rio de Janeiro, a utilização de animais para desenvolvimento, experimentos e testes de produtos cosméticos, higiene pessoal, perfumes, e seus componentes além da comercialização dos produtos quando derivados da realização desse tipo de teste.

Com 40 votos favoráveis e nenhum contrário, o veto ao PL foi derrubado e a lei de autoria dos deputados Paulo Ramos (PSol) e Gilberto Palmares (PT) e do deputado licenciado Thiago Pampolha  (PDT) passa a valer em todo o estado do Rio de Janeiro.

O deputado Gilberto Palmares justifica a lei ao afirmar que  “Já há metodologias que fazem testes desses produtos sem utilizar os animais, então, nós temos que respeitar a dignidade dos animais e não tratá-los de forma cruel”, explica Palmares.

A lei prevê punição que vai desde pagamento de multa e até suspensão definitiva do alvará de funcionamento para as empresas que descumprirem o regramento.

Leia Também

Governo paulista proíbe testes em animais para fins cosméticos

 

Violência contra Animais? Saiba como reagir

Os animais e o direito brasileiro

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.