Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Reabilitados, três lobos marinhos são devolvidos ao mar no Rio Grande do Sul 

Daniele Bragança 
terça-feira, 24 setembro 2019 18:27
De volta pra casa. Foto: Núcleo de Educação e Monitoramento Ambiental (NEMA).

Três lobos marinhos (Arctocephalus australis) foram encontrados no começo de setembro magros, fracos, debilitados e sem lesões externas nas praias monitoradas pelo Núcleo de Educação e Monitoramento Ambiental (NEMA) através do projeto Pinípedes do Sul. Encaminhadas para o Centro de Recuperação de Animais Marinhos (CRAM/FURG), os animais foram reabilitados e soltos na tarde desta terça-feira (24) no Balneário Cassino, no Rio Grande do Sul.

O lobo-marinho-de-sul é a segunda espécie de pinípede mais abundante no litoral gaúcho – grupo de mamíferos marinhos que inclui as focas, leões e lobos-marinhos –, podendo ser avistada frequentemente nas praias da região sul. Sua distribuição geográfica no continente sul-americano vai desde o Rio de Janeiro, no Oceano Atlântico, até a Península de Paracas (Peru), no Oceano Pacífico, contando também com registros nas Ilhas Malvinas. A população mundial da espécie é estimada entre 350 mil e 400 mil animais.

Soltura. Foto: Núcleo de Educação e Monitoramento Ambiental (NEMA).

As espécies devolvidas hoje ao habitat natural são fêmeas e foram encontradas no Balneário Cassino e na Praia do Mar Grosso, em São José do Norte, no começo de setembro.

“É importante informar para população que nesta época do ano (inverno/primavera) é comum que estes lobos e leões marinhos (pinípedes) venham a utilizar o litoral do Rio Grande do Sul como ponto de descanso após suas jornadas naturais. Sempre que um indivíduo é registrado na área de abrangência do Projeto, a equipe técnica se desloca até o local para realizar um primeiro diagnóstico e observar se este animal está apenas utilizando a praia como ponto de descanso ou se o mesmo encontra-se debilitado. Caso haja necessidade, estes indivíduos são encaminhados para o CRAM/FURG para tratamento adequado realizado pelos veterinários da instituição”, explica Leonardo Martí, coordenador científico do Projeto.

Veja as fotos da soltura:

O Pinípedes do Sul, que tem o patrocínio da Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental. Foto: Núcleo de Educação e Monitoramento Ambiental (NEMA).
Três mocinhas elegantes. Foto: Núcleo de Educação e Monitoramento Ambiental (NEMA).

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.