Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Operação resgata 60 tartarugas de pesca ilegal no Mato Grosso

Sabrina Rodrigues*
terça-feira, 7 novembro 2017 16:29
A equipe de fiscalização da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) de Mato Grosso (MT) apreendeu 60 tartarugas-da-amazônia (Podocnemis expansa) Foto: Mario Jorge Martins/Flickr.
A equipe de fiscalização da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) de Mato Grosso (MT) apreendeu 60 tartarugas-da-amazônia (Podocnemis expansa) Foto: Mario Jorge Martins/Flickr.

Uma operação de combate às ações ilegais dentro e no entorno do Parque Estadual do Araguaia, localizado no município de Novo Santo Antônio (929 km a leste de Cuiabá), foi realizada no sábado (04). A equipe de fiscalização da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) de Mato Grosso (MT) flagrou dois menores de 14 e 16 anos pescando tartarugas no Rio Araguaia e apreenderam 60 tartarugas-da-amazônia (Podocnemis expansa). Os dois adolescentes foram encaminhados para o conselho tutelar do município.

As tartarugas-da-amazônia foram encontradas dentro de sacos e estavam desidratadas e machucadas. Segundo a gerente do parque, Lucilene Pereira, os menores planejavam comercializar os animais por quilo ou inteiros na cidade de São Félix do Araguaia. “Essa prática ilegal é comum na região, mas intensificamos os trabalhos para coibir os criminosos”, afirmou a gerente.

Na ação, também foram apreendidos anzóis, uma canoa e 30 boias para capturar tartarugas.

Depois de cuidadas, as tartarugas puderam voltar ao seu habitat natural, na praia do Rio Araguaia.

*Com informações da Assessoria de Comunicação da Secretaria de Meio Ambiente de Mato Grosso

Leia Também

Aprenda a diferença entre cágados, jabutis e tartarugas

Tartarugas escapam de virar banquete de Natal

A verdade sobre a tartaruga-da-amazônia

1 comentário em “Operação resgata 60 tartarugas de pesca ilegal no Mato Grosso”

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.