Movimento Transcarioca manifesta por segurança na trilha
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Movimento Transcarioca manifesta por segurança na trilha

Duda Menegassi
segunda-feira, 24 julho 2017 20:06
Destaque para mensagem da placa, que alerta sobre risco de assalto na trilha. Foto: Adriano Melo.
Destaque para mensagem da placa, que alerta sobre risco de assalto na trilha. Foto: Adriano Melo.

No último sábado (22), o Movimento Trilha Transcarioca realizou uma manifestação para pedir por mais segurança. O protesto aconteceu no Parque Lage, exatamente de onde sai o trecho mais crítico de assaltos da Transcarioca, que vai até os pés do Cristo Redentor. A trilha Paineiras x Parque Lage está localizada no Parque Nacional da Tijuca (RJ) e desde o início do ano já registrou mais de 40 assaltos foram registrados e vitimou mais de 150 pessoas.

O ato reuniu cerca de 30 pessoas, entre voluntários da Transcarioca e montanhistas simpatizantes. Juntos, eles caminharam até a guarita que marca a entrada do trecho, enquanto exibiam cartazes e blusas pedindo paz na trilha aos turistas que aproveitavam o sábado ensolarado no Parque Lage, tradicional ponto turístico do Rio. Um dos coordenadores e voluntário da Transcarioca, Jeremias Freitas, resumiu o sentimento do grupo: “temos que cobrar e exigir das autoridades mais segurança nesse trecho.”

A manifestação percorreu o Parque Lage com cartazes e camisetas que pediam paz na trilha. Foto: Adriano Melo.
A manifestação percorreu o Parque Lage com cartazes e camisetas que pediam paz na trilha. Foto: Adriano Melo.

O coordenador-geral, Horácio Ragucci, completou: “o objetivo do nosso protesto é justamente sinalizar a urgência com que as autoridades precisam agir para garantir a segurança”. Na véspera do ato, o Movimento Trilha Transcarioca instalou uma placa oficial onde alerta, em português, inglês e espanhol, sobre o risco de assaltos no trecho de 4,5 km que leva ao cartão-postal carioca. O site da trilha reforça o aviso de que, devido aos episódios recentes, “recomendamos a não utilização do trecho 19”.

Em entrevista ao WikiParques, o gestor da unidade de conservação, Ernesto Castro explicou que “o Parque Nacional da Tijuca está inserido na realidade da metrópole e a violência da metrópole vai sempre transbordar para dentro do parque”.

Guarita onde começa o trecho Paineiras x Corcovado onde guardas e placas desaconselham os montanhistas a prosseguir. Foto: Adriano Melo.
Guarita onde começa o trecho Paineiras x Corcovado onde guardas e placas desaconselham os montanhistas a prosseguir. Foto: Adriano Melo.

 

Leia Também

Trilha Transcarioca marca manifestação para pedir mais segurança

Trilha Transcarioca sofre com a violência rotineira da metrópole

O Rio também tem sua polícia verde

 

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.