Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Leões matam caçadores de rinocerontes em reserva na África do Sul

Sabrina Rodrigues
quinta-feira, 5 julho 2018 19:59
Caçadores ilegais invadiram a reserva de Sibuya, próxima da cidade de Kenton-on-Sea, na África do Sul, para caçar rinocerontes, mas deram de cara com um grupo de leões. Foto: Joseph King/Flickr.

Caçadores ilegais invadiram a reserva de Sibuya, próxima da cidade de Kenton-on-Sea, na África do Sul, para caçar rinocerontes, mas deram de cara com um grupo de leões. Pelo menos, duas pessoas foram devorados pelos animais, segundo Nick Fox, proprietário da reserva. Sibuya é uma reserva de caça, onde alguns animais podem ser abatidos por caçadores regularizados.

Um guia da reserva identificou o que pareciam ser restos humanos na tarde de terça-feira (03), perto do grupo de leões. A polícia anti-caça furtiva foi chamada e chegando lá, encontraram um machado, um rifle de alta potência com um silenciador, cortadores de arame, três pares de botas e luvas, que confirmaram ser de caçadores, pois eles usam o rifle para atirar no animal e usam o machado para remover o chifre dos rinocerontes.

O proprietário da reserva diz não ter certeza de quantos caçadores eram, pois sobrou pouca coisa deles.

A África do Sul abriga 80% dos rinocerontes do mundo, cuja procura pelos chifres está empurrando a espécie para a extinção. Os principais compradores estão na China e no Vietnã. A crença, sem comprovação científica, no poder de cura de várias doenças, através dos chifres moídos, faz com que eles sejam muito cobiçados nos países asiáticos.

 

Leia Também

Vídeo: bebê rinoceronte tenta se amamentar em mãe morta por caçadores

Uma guerra global pelo chifre do Rinoceronte

África do Sul: matança de rinocerontes bate novo recorde

 

2 comentários em “Leões matam caçadores de rinocerontes em reserva na África do Sul”

  1. Quando é um assaltante que morre: que violência, vítima da sociedade, etc
    Quando é caçador que morre: bem feito, foi tarde, pena que não morre mais…
    O Google tá vendo sua coerência.

    Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.