Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

ICMBio aprova plano para conservação de seis mamíferos amazônicos

Sabrina Rodrigues
quarta-feira, 23 janeiro 2019 17:51
O Boto-cor-de-rosa (Inia geoffrensis) é uma das espécies que está no Plano de Ação Nacional para Conservação de Mamíferos Aquáticos Amazônicos, com vigência até janeiro de 2024. Foto: Luciana Christante/Flickr.

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) publicou na segunda-feira (21), no Diário Oficial da União (DOU), a Portaria nº 19/2019, em que aprova o Plano de Ação Nacional para Conservação de Mamíferos Aquáticos Amazônicos (PAN Mamíferos Aquáticos Amazônicos), que terá vigência até janeiro de 2024.

A norma visa preservar e aumentar o conhecimento sobre seis espécies de mamíferos amazônicos que estão na Lista Nacional de Espécies Ameaçadas de Extinção: Boto-cor-de-rosa (Inia geoffrensis), Peixe-boi-da-amazônia (Trichechus inunguis), Ariranha (Pteronura brasiliensis), Boto tucuxi (Sotalia fluviatilis), Lontra-neotropical (Lontra longicaudis), Boto-do-araguaia (Inia araguaiaensis)

A Portaria define cinco objetivos específicos para que a preservação das espécies seja cumprida:

I- Redução de conflitos entre mamíferos aquáticos e atividades pesqueiras;

II – Redução da pressão de caça sobre os mamíferos aquáticos;

III – Promoção da integridade dos habitats críticos para os mamíferos aquáticos;

IV – Aumento do conhecimento sobre a dinâmica populacional, ecologia, interações com humanos e saúde dos mamíferos aquáticos; e

V – Promoção da educação ambiental e do engajamento da sociedade voltados à conservação de mamíferos aquáticos, influenciando políticas públicas.

A coordenação do PAN ficará por conta do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Aquáticos (ICMBio/CMA) e a supervisão será feita pela Coordenação Geral de Estratégias para a Conservação, da Diretoria de Pesquisa, Avaliação e Monitoramento da Biodiversidade  (ICMBio/DIBIO/CGCON).

 

Saiba Mais

Portaria nº 19/2019

 

Leia Também

Governo publica planos de recuperação de espécies aquáticas

Governo quer reduzir a captura e a mortalidade de tartarugas

Botos do Araguaia não nadam no Amazonas

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.