Greenpeace protocola ação no STF contra Ricardo Salles 
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Greenpeace protocola ação no STF contra Ricardo Salles 

Daniele Bragança 
quinta-feira, 31 outubro 2019 6:06
Protesto do Greenpeace em frente ao Palácio do Planalto. Grupo simulou derramamento de óleo. Foto: Adriano Machado/Greenpeace.

O Greenpeace cumpriu a promessa e protocolou na tarde de quarta-feira (30) uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Salles insinuou em sua conta no Twitter que a ONG está por trás do derramamento de óleo que atinge a costa do Nordeste desde o dia 30 de agosto.

A organização entrou com uma queixa-crime contra o ministro por difamação.

Em nota, o Greenpeace lista três ocasiões públicas onde o ministro teria praticado o crime de difamação: “Ao expressar que os ativistas do Greenpeace são “ecoterroristas” e depredadores do patrimônio público; Ao aplicar o adjetivo “terroristas” para novamente se referir a integrantes da organização, ao compartilhar notícia sobre entrevista concedida ao CB.Poder; e insinuar que o navio de trabalho do Greenpeace seria responsável pelo derramamento de óleo no litoral, atribuindo à organização a alcunha”.

Na quinta-feira da semana passada, Ricardo Salles acusou o navio do Greenpeace de estar navegando em águas internacionais no litoral nordestino na mesma época que ocorreu o primeiro registro de óleo na praia, no final de agosto. Era mentira. O navio Esperanza se encontrava no litoral da Guiana Francesa entre agosto e setembro.

Após o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, compartilhar uma matéria sobre a acusação e pedir um posicionamento oficial do ministro, Salles se mudou o foco da acusação para negligência da ONG, que não “prontificou ajuda”.

Para a organização, o governo deveria priorizar no auxílio e soluções no cenário de emergência social e ambiental, focando no atendimento da população afetada e na recuperação dos danos ambientais.

“Ministros de Estado devem apresentar postura pública à altura do cargo que ocupam. Acusações levianas e irresponsáveis, vindas de tais autoridades, constituem fato grave e não podem ser normalizadas. O processo que ora iniciamos contra o Sr. Ministro é também uma forma de repúdio por tais comportamentos”, diz o Greenpeace, em nota.

 

Leia Também 

Salles insinua que Greenpeace está por trás do derramamento de óleo no Nordeste

MPF refuta afirmação do governo de que Plano de Contingência está em curso e recorre à Justiça

Governo tem que provar na Justiça que é capaz de lidar com desastre ambiental no nordeste

 

 

1 comentário em “Greenpeace protocola ação no STF contra Ricardo Salles ”

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.